Cerca de 40 mil pessoas ouvirão o Red Hot Chilli Peppers neste sábado

Banda fará seu primeiro show em Minas Gerais. Repertório valorizará hits e canções do último disco, 'I'm with you'

por Eduardo Tristão Girão 31/10/2013 07:45

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Ellen Von Unwerth/Divulgação
Flea, Josh Klinghoffer, Chad Smith e Anthony Kiedis se apresentam no Mega Space (foto: Ellen Von Unwerth/Divulgação)
No sábado, a banda Red Hot Chili Peppers fará seu primeiro show em Minas Gerais. Os americanos serão a atração principal do projeto Circuito Banco do Brasil, que reunirá cerca de 40 mil pessoas no Mega Space, em Santa Luzia. 'I’m with you' é o 10º e mais recente álbum inédito da banda, o primeiro a contar com o guitarrista Josh Klinghoffer, que em 2009 substituiu John Frusciante. É uma posição nobre e desafiadora, pois o antigo integrante, além de participar de duas fases do grupo (1988/1992 e 1998/2009), é coautor de hits do Red Hot como 'Give it away', 'Under the bridge', 'Scar tissue' e 'Otherside'. É pouco provável que a banda apresente canções inéditas em Minas. A previsão é de que ela comece a trabalhar novo material só no ano que vem. No máximo, estarão no repertório faixas de I’m with you sessions, álbum com 17 canções que ficaram de fora do último disco, como Long progression (quase entrou, mas deu lugar para Goodbye Hooray). Klinghoffer garante ter gravado nada menos de 48 músicas durante as sessões de I’m with you. Considerado “um começo” e símbolo de “uma nova banda” pelos músicos, o último disco foi produzido por Rick Rubin, que acompanha o grupo desde seu estouro mundial com 'Blood sugar sex magik', álbum lançado em 1991. Serão trabalhadas como singles 'The adventures of rain dance Maggie', 'Monarchy of roses', 'Look around' e 'Brendan's death song'. Depois de BH, a banda se apresentará em Assunção (Paraguai), na terça-feira; em São Paulo, na quinta-feira; e no Rio de Janeiro, em 9 de novembro. Flea Um dos motivos para a demora do Red Hot Chili Peppers em voltar ao estúdio é o projeto paralelo do baixista Flea – a alma da banda. Ao lado de Thom Yorke (vocalista e guitarrista do Radiohead), Nigel Godrich (teclado e guitarra), Joey Waronker (bateria) e do brasileiro Mauro Refosco (percussão), ele forma o grupo Atoms for Peace, que, desde 2009, faz rock temperado com experimentalismo e eletrônica. O disco de estreia, Amok, foi lançado em fevereiro. A propósito, Mauro é percussionista do Red Hot desde 2011, quando participou das gravações do CD 'I’m with you'. Ele também tocará no Mega Space no sábado. OUTRAS ATRAÇÕES Além do Red Hot Chili Peppers, as bandas Jota Quest, O Rappa e Yeah Yeah Yeahs tocarão no palco principal montado no Mega Space. Tianastácia, Fernanda Takai (com a convidada Gaby Amarantos) e o grupo Black Sonora, vencedor do concurso Som Pra Todos, serão as atrações do Palco Brasil. Da cena eletrônica, marcarão presença MYNC e Ask2Quit.
ilustração: Quinho
(foto: ilustração: Quinho)
Flea (baixo) . Por Adriano Campagnani, baixista Gosto da banda, ela é muito diferente do que rola no pop, rock e no funk. Além de eles tocarem bem, a parte instrumental é um trio. Gosto muito dessa linguagem. Cada um tem papel muito importante e só funciona se tiverem consciência disso. Flea trouxe novo significado sobre o baixo ter destaque numa banda de rock. Influenciado por Jimi Hendrix e Jaco Pastorius, ele leva esses elementos para um grupo do mainstream, para a galera mais nova. É um baita baixista. Anthony Kiedis (vocal) . Por Rogério Flausino, vocalista do Jota Quest Ele é um figuraça. Li sua biografia: é um sobrevivente, um cara performático. Gosto da forma como lida com isso. Mistura rap com o canto, o que sempre foi o espírito da banda. Gosto muito de Road trippin’, que tem melodia suave, bem lentinha, bonita. Fora Aeroplane e as canções mais pesadas. A banda não é só “bate cabeça”, tem harmonia também. Por isso eles são tão grandes. Josh Klinghoffer (guitarra) . Por Gleison Túlio, guitarrista Este útimo disco foi o de que menos gostei. Sou muito fã do John Frusciante, e o novo guitarrista não perde muito para ele. Josh Klinghoffer é mais cuidadoso, enquanto Frusciante é mais genial, embora ao vivo seja desleixado. Ele é um Frusciante mais certinho, com tudo encaixado. Não que lhe falte alma, mas quando se tira o Eric Clapton do Cream, por exemplo, há uma perda, mesmo com outro ótimo guitarrista no lugar. Vi-o ao vivo e gostei: muito bom e muito técnico. Aliás, nesse aspecto ele ganha do Frusciante. Chad Smith (bateria) . Por Felipe Continentino, baterista Gosto da pressão e da alegria com que ele toca rock and roll. Toca com verdade. Ouvi muito Red Hot Chili Peppers quando comecei. Com certeza, a banda é uma referência quando toco rock. Tenho muito respeito por ele. Não o acompanho mais, embora esteja em minha lista de melhores bateristas. Hoje, é difícil ver um baterista de rock tocando tão bem como ele. Gostaria de conhecê-lo.
Clara Balzary/Divulgação
(foto: Clara Balzary/Divulgação)
AULA DE BATERIA
Chad Smith, baterista do Red Hot Chili Peppers, vai ministrar oficina sábado, às 12h, no Hard Rock Café (Rua Senador Milton Campos, 155, Shopping Alta Vila, Nova Lima). O músico falará sobre sua experiência e ensinará algumas técnicas. O evento é realizado pelo site RHCP Brasil. Há apenas 50 vagas. O ingresso, que pode ser adquirido no site www.ticketbrasil.com.br, custa R$ 100. Informações: (31) 3011-9511. CIRCUITO BANCO DO BRASIL Sábado, a partir das 14h Durante o evento, será realizada a Copa Brasil de Skate Vertical

Mega Space (Avenida das Indústrias, 3.000, Santa Luzia). Ingressos esgotados Informações no site do evento

As entradas estão disponíveis hoje, das 10h às 18h, e amanhã, das 10h às 17h, no Mineirinho (Av. Antônio Abraão Caram, 1.001, Pampulha). No sábado, elas serão entregues apenas no Mega Space, das 11h às 23h É obrigatório apresentar voucher da compra e documento de identidade com foto. No caso de meia-entrada, é preciso mostrar documento que comprove o benefício.

Como chegar ESTACIONAMENTO Vagas para carros e moto – entrada pelo Portal do Mega Space (sinalização no local). A área cabe mais de 7.000 carros e o valor de estacionamento será de R$ 25,00 (válido para carros e motos) ONIBUS – LINHAS 4105 - Industrial Americano 4115 – Maria Adelia 4175 – Vale das Acácias 4155 – Imperial 4100 Detalhamento de algumas linhas que param em frente ao Mega Space: 4155 – Santa Luzia BH (linha Imperial-BH) – de 30 em 30 minutos – último ônibus às 22h20, preço R$ 3,75. Sai de Santa Luzia e para no centro de BH em: Avenida do Contorno entre Espírito Santo e Bahia. E na Aarão Reis no terminal Rui Barbosa.4 4100 – BH Santa Luzia – R$3,75 Sai de Belo Horizonte da Andradas entre Santos Dumont e Guaicurus – de 30 em 30 minutos, circula até 1 hora da madrugada, e depois tem ônibus às 3 h15.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA