Cantor Marco Aur lança CD voltado para o universo das crianças

Lúdico e diversificado, novo CD de Marco Aur, No maior pique, mescla gêneros musicais em 11 faixas que passeiam do rockabilly ao baião. Cantor e compositor faz dois shows em BH

por Ana Clara Brant 19/10/2013 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Kika Antunes/Divulgação
Marco Aur lança No maior pique com dois shows no Teatro de Bolso Sesc Palladium (foto: Kika Antunes/Divulgação )

O cantor e compositor Marco Aur já tocou em banda de música, roda de samba, grupo de rock e, agora, está enveredando por novo caminho: o universo das crianças. Educador musical há vários anos, ele lança pela gravadora Kuarup, neste fim de semana, em duas apresentações no Sesc Palladium, seu primeiro projeto infantil, o CD No maior pique.

E fez questão de mergulhar de cabeça na empreitada. Praticamente como uma criança grande, Aur criou álbum lúdico, educativo e que passeia por vários gêneros. “Como dou aula para crianças há um bom tempo e fiz mestrado na área de cantigas de roda, todas essas experiências foram me alimentando. Sou muito inquieto, gosto de me aprofundar em tudo o que faço. Achei que estava na hora de cantar a infância”, revela.

O resultado é o álbum com 11 faixas, que traz desde o rockabilly Pé de moleque, o chorinho Música na cabeça, o baião Alfafa ao simpático sambinha Meu dodói. “Todas as composições têm um pouco de diálogo com as crianças. Como sou um artista de diversas vertentes, e vim de uma cidade bastante musical (Caeté), tudo isso me influenciou. O disco tem vários estilos, ritmos, mas tem um certo humor, é lúdico, mas não é escrachado”, pontua.

Convidados O CD conta com participações bem especiais, como a cantora paulista Luciana Pires, que solta a voz na seresteira Oh mamãe; o músico Renato Boechat na divertida Você sabe me dizer, que brinca com os significados das palavras; o violeiro Chico Lobo e sua viola de repente nordestina em Bananeira; e a filha de Marco Aur, Ester Antunes, de 10 anos, que canta ao lado do pai em várias faixas. Tanto Chico quando Ester estarão no palco do Teatro de Bolso do Palladium hoje e amanhã.

O clima descontraído das letras e melodias também se faz presente na escolha dos sons inusitados das canções. Além de instrumentos tradicionais como bateria, baixo, violão e pandeiro, surgem buzina de bicicleta, copos, sacos de papel e até máquina de escrever. “Aprendi a tocar de tudo um pouco, clarineta, saxofone, contrabaixo. Sou meio multiuso. Então, no CD toco de tudo. E como esse trabalho tem essa coisa de clown music (música de palhaço), quis arriscar, fazer algo meio despretensioso. A criança é assim e o palhaço também, eles não têm medo de nada. Por isso o resultado é essa mistura alegre e mágica”, resume.

No maior pique


Lançamento do disco de Marco Aur. Amanhã e domingo, às 17h. Teatro de Bolso Sesc Palladium, Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro. Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). O CD será vendido no local a R$ 25. Informações: (31) 3124-5350.

Assista ao clipe do baião Música na cabeça


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA