Coletivo Ponto br faz show neste sábado no Teatro Bradesco

Grupo mescla sons e amplia horizontes da cultura

por Sérgio Rodrigo Reis 18/10/2013 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Gina Dinucci/Divulgação
(foto: Gina Dinucci/Divulgação)
De um lado vieram influências de músicos contemporâneos. De outro, referências de alguns dos principais mestres da cultura tradicional. A ideia de unir dois mundos distantes surgiu quando artistas das novas gerações, sintonizados com as tendências atuais, resolveram tocar ao lado de artistas populares. A mistura deu origem ao coletivo Ponto br. O grupo premiado, com 11 anos de estrada, chega a BH para única apresentação sábado, no Teatro Bradesco, com entrada franca.


Mestre Humberto, do Bumba Boi de Maracanã, mestre Walter, do Maracatu Estrela Brilhante do Recife, e mestre Zezé Menezes, da Casa Fanti Ashanti, estarão com a paulistana Renata Amaral, o pernambucano Eder “O” Rocha, o suíço Thomas Rohrer e o maranhense Henrique Menezes. A proposta foi misturar todas as influências durante todo o tempo em que eles estiverem no palco. “Todo mundo tocará junto. Será um diálogo de todas as influências com improvisações. Há coco, maracatu, bois, carimbo, tambores, caixa do divino, cirandas e xangô”, avisa a baixista e uma das fundadoras do coletivo, Renata Amaral.

A proposta do Ponto br, desde às origens, é ser um local de encontro e diálogo entre diferentes gerações e vertentes. Quando os artistas de diferentes partes do país se juntam, a intenção é uma só: experimentar saberes e sonoridades das tradições que cada um representa, testando as possibilidades formais, texturas vocais e instrumentais. O objetivo que os uniu tem atraído a atenção do público e da crítica. Em 2012, receberam duas indicações ao Prêmio da Música Brasileira e venceram na categoria melhor grupo. Este ano, foram selecionados pelo Natura Musical para circulação.

“O que nos uniu foi a vontade de dialogar com o modo de compor ligado à memória e aos modos de arranjar dos artistas ligados às tradições”, explica Renata. Segundo ela, tudo começou quando receberam a encomenda de um evento ligado à cultura popular. Fizeram espetáculo unindo todos os mestres que admiravam. Daí em diante, sempre que possível, voltam a se reunir com a mesma intenção. “O que realizamos é um som contemporâneo, como é de fato a tradição brasileira, com influências de todo mundo. Tem MPB, jazz instrumental, pop e as tradições populares”, conclui.

Ponto br
Show neste sábado, às 21h. Teatro Bradesco, Rua da Bahia, 2.244, Lourdes. Entrada franca (retirar convites).  Informações: (31) 3516-1360.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA