Affonsinho apresenta novo trabalho em encontro intimista no Palácio das Artes

Rock, bossa nova e pop são algumas das influências de 'Trópico de Peixes'. Álbum tem faixas gravadas com Skank e Aline Calixto

por Estado de Minas 02/10/2013 08:50

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Anna Lara/divulgação
O cantor e compositor Affonsinho se apresenta hoje (foto: Anna Lara/divulgação )
'Trópico de peixes', novo disco de Affonsinho, dará o tom do pocket show que o guitarrista, cantor e compositor vai apresentar nesta quarta e no dia 9, às 19h30, no Café do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro). O CD traz canções lavradas no pop mineiro, marcadas por levadas bossa-novistas e temperadas com rock.

Na década de 1980, Affonso Heliodoro integrou a banda Hanói Hanói, no Rio de Janeiro. Liderado por Arnaldo Brandão, o grupo fez sucesso com com 'Totalmente demais' e 'Rádio blá', hits do chamado BRock.

Há vários anos Affonsinho constrói sua sólida carreira solo em BH. 'Trópico de peixes', aliás, traz certo clima familiar. O guitarrista contou com o talento do filho, o contrabaixista Fred Heliodoro, que assina arranjos do disco ao lado de Felipe Continentino e Christiano Caldas.

O show desta noite terá canções como 'Lá em Yesterday', 'Cozailoviu', 'Aconteceu, mas nem' e 'Astronauta' e jasmim. As antigas 'Gentil loucura' e 'Enfeitiçado', gravadas por Skank e Aline Calixto, também estão no set list.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA