Justin Timberlake promete diversão no Rock in Rio

Pela segunda vez no Brasil, astro da música fecha terceira noite de shows, em prévia de turnê que começa em outubro

por Carolina Braga 15/09/2013 08:52

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Carolina Braga/EM/DA Press
Em coletiva ontem pela manhã, Justin aproveitou para divulgar seu novo longa, Aposta Máxima (foto: Carolina Braga/EM/DA Press)
Rio de Janeiro – “Se você estiver lá e não se divertir, a culpa será toda sua”, brincou Justin Timberlake durante coletiva ontem, no Rio de Janeiro. “Vim para me divertir”, continuou o artista, que se apresenta hoje no terceiro dia do Rock in Rio. Aliás, ele não veio só para isso. Quando subir ao palco, a passagem do astro pelo país já terá sido muito mais intensa do que a primeira vez, há 12 anos.

Da época em que era apenas mais um integrante do NSYNC até hoje, a carreira de Justin deslanchou na música e no cinema. Tanto que o cantor e ator aproveitou a estada para promover Aposta máxima, seu novo longa, com estreia marcada para 4 de outubro. “Fui muito sortudo na minha carreira de ator”, resume o astro. Não só no cinema.


O moço sortudo que transita com facilidade entre as artes parece desconfortável diante da histeria que seu nome pode gerar. Na hora das fotos, sorrisos tímidos. Tranquilo mesmo só ficou na hora de falar sobre Rich, o protagonista do filme dirigido por Brad Furman.

Em Aposta máxima, Justin contracena com Ben Affleck em uma trama sobre jogos de azar. “Quando li o roteiro, me lembrou meus thrillers favoritos. Todos os personagens são inteligentes. Não tem bons e maus.” Ele interpreta um estudante que cai em um dos golpes do vilão e vai atrás dele na Costa Rica para tirar satisfações. “Adorei o personagem. É legal ser o cara que não perde no final”, brinca.

Justin diz não ser adepto de jogatina, apesar de considerar que as carreiras na música e no cinema sempre envolvam risco. Aos 32 anos, o artista parece mais maduro. “Sucesso ou fracasso não me interessam mais. Quero é fazer boas escolhas”, filosofa.

Pelo menos no cinema, Justin reconhece que uma cartada certeira foi ter trabalhado com o diretor David Finsher em A rede social. “Muitos projetos apareceram depois daquilo”, conta. No longa sobre a criação do Facebook, Timberlake interpreta o inventor do Napster, site de compartilhamento de músicas.

Sobre o show no Rock in Rio, o cantor fez muito mistério. Anunciou que estará com a banda completa e que não atenderá apelos dos órfãos do antigo grupo. “Só tenho certeza de que não haverá nenhuma canção do NSYNC”, desconversou.

A partir de outubro, Justin Timberlake viaja o mundo com a turnê do disco The 20/20 experience, lançado em março.

PROGRAMAÇÃO Ontem, se apresentaram no Muse, Florence & The Machine, 30 Seconds to Mars, Saints of Valory e os brasileiros Capital Inicial, Zeca Baleiro, entre outros. Hoje é a vez de Alicia Keys, All You Need is Love, e Justin Timberlake, que fecha a noite no Palco Mundo. Entre os brasileiros, destaque para a dobradinha Nando Reis e Samuel Rosa, e Ivan Lins, que se apresenta com George Benson.

A sensação do primeiro dia de shows ficou por conta da cantora Beyoncé, que encerrou a noite no Palco Mundo, com uma megaprodução e roteiro muito elogiados. No fim da apresentação, a cantora inclusive fez uma homenagem surpresa ao Rio ao encarnar uma funkeira em cima do palco e citar um trecho de "Ah lelek lek lek lek lek".


* A repórter viajou a convite da Fox Film do Brasil

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA