Novo disco de Lucas Avelar traz diálogo entre sonoridade mineira e de outros países

Lançamento de Coisa de cinema acontece neste quinta-feira, no Teatro Bradesco. O elogiado produtor Eduardo BiD assina o novo trabalho

por Ailton Magioli 05/09/2013 07:43

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Anna Lara/Divulgação
O cantor e compositor belo-horizontino Lucas Avelar quer fazer música que ultrapasse as montanhas (foto: Anna Lara/Divulgação)
A pegada pop, livre, leve e solta leva a crer, em uma primeira audição, que não se trata de músico mineiro. Aos poucos, a convivência com 'Coisa de cinema' traz à tona a figura do cantor, compositor e instrumentista Lucas Avelar, de 29 anos, como legítima cria da Belo Horizonte contemporânea, cuja sonoridade está aberta ao mundo.

Em apresentação única hoje à noite, no Teatro Bradesco, acompanhado de banda formada por Felipe Fantoni (direção musical e baixos), Helton Lima (bateria), Pedro Cassini (guitarra), Richard Neves (teclados), Leonardo Brasilino (trombone) e Juventino Dias (trompete), Lucas Avelar (voz, violões e guitarras) lança seu segundo disco solo. Os convidados são o produtor paulista Eduardo BiD e a cantora baiana Márcia Castro, ambos presentes no promissor petardo.

Belo-horizontino graduado em comunicação social, o publicitário Lucas Avelar surpreende pela disposição de dialogar com a música do mundo – fã do que é feito na Inglaterra e no Japão à Arábia. “Escuto de tudo. Daí o fato de minha música ter a ver com o que me proponho a ouvir antes mesmo de imaginar o que ela quer falar”, avalia.

Da música eletrônica à clássica, passando por jovens talentos como Marcelo Jeneci, que classifica como instigante, Lucas acredita ser possível fazer um som novo e diferente, mas sem deixar de ser mineiro. “Algo que ultrapasse as montanhas”, explica, sem ocultar a paixão pela poesia e a musicalidade do estado, que classifica de complexas.

“Gosto de coisas mais simples, minimalistas”, define-se o jovem músico, cujas preferências vão do romântico Erasmo Carlos ao polirrítmico Marku Ribas. Depois de Flávio Henrique, que assinou a produção de seu disco de estreia ('O bicho que mora na gente, de 2008'), Lucas chegou ao aclamado BiD – que trabalhou com Chico Science, Seu Jorge e Funk como le Gusta – por indicação de amigos.

Gravado em apenas 30 dias, o novo disco, puxado pela faixa 'Nosso tempo', tem repertório integralmente autoral e inédito. Passeia por canções radiofônicas e baladas, flertando com ritmos e gêneros como samba-rock, funk e rock. 'Raio', 'Ar', 'Força bruta', 'Coragem', 'Ideal', 'Aguardando você', 'Porventura' e 'A chave', além da faixa-título e de 'Nosso tempo', compõem o cardápio. Boa audição.


LUCAS AVELAR E BANDA

Lançamento de CD
Local: Teatro Bradesco

Endereço: Rua da Bahia, 2.244, Lourdes
Nesta quinta-feira, às 20h30
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia
O disco será vendido a R$ 15
Informações: (31) 3222-3242

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA