Preta Gil faz carnaval no feriado de Independência em Belo Horizonte

Bloco da Preta vai misturar hits do pop atual aos clássicos populares em 7 de setembro

por Bossuet Alvim 04/09/2013 15:16

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Lucas Magno/Divulgação
Preta Gil mistura gêneros musicais no Bloco da Preta, que foi visto por mais de 300 mil foliões no carnaval (foto: Lucas Magno/Divulgação)
Festeira convicta, Preta Gil vai animar o feriado de Independência dos mineiros com a primeira apresentação do Bloco da Preta em Belo Horizonte, no próximo sábado, 7. No show, a carioca junta as próprias influências musicais aos hits do momento, para criar um carnaval fora de época e livre de rótulos. "Gosto de cantar o que sei que o povo gosta de ouvir. Então misturo minhas músicas com músicas de outros artistas, de vários ritmos, sem preconceito musical", explica a artista, que se declara apaixonada pelos palcos. "Ali é o lugar onde me sinto mais feliz, me apresentando para o meu público, trocando energia", garante.

Os trabalhos de estúdio, é claro, não ficam de lado na carreira da filha de Gilberto Gil. O álbum de estreia como intérprete, 'Prêt-à Porter', foi lançado há dez anos, seguido por 'Preta' (2005) e o recente 'Sou como sou' (2012).

 

Presenteada com composições de amigos, como o dèbut 'Sinais de fogo', da mineira Ana Carolina, a cantora também gravou faixas de músicos com quem divide talento e DNA. O último disco traz registros de 'Praga', escrita pelo pai, e 'Mulher carioca', obra do jovem Francisco Gil, filho de Preta.

 

A gravação do terceiro álbum serviu de base para o desenvolvimento do show que chega à capital no dia 7. "Eu adoro ficar em estúdio, com minha banda, fazendo som, criando. Mas tudo isso para, no palco, me realizar totalmente", ressalta a dona do bloco. Sempre apegada às apresentações ao vivo, Preta viu a carreira decolar por novos rumos há cerca de 5 anos, quando shows em formato especial passaram a levar multidões às boates frequentadas pelo público gay.

Divulgação
Filha de mestre da MPB, cantora gosta de misturar sucessos atuais aos clássicos populares (foto: Divulgação)

 

Marcados pela veia cômica da artista, os espetáculos incluíam versões abrasileiradas de hits globais — 'Single ladies', de Beyoncé, tornou-se 'Hoje eu tô solteira' na brincadeira da cantora — e outros grandes sucessos, da música dance aos gêneros populares. Além de render o registro em DVD 'Noite Preta ao vivo' (2010), o formato serviu de inspiração para a folia eclética do Bloco da Preta. "Tenho muito orgulho de agradar ao público LGBT, mas também tenho em orgulho em saber que agrado a todos os públicos. Nos meus shows rola uma mistura, não tem isso de um show voltado para um público específico", comemora a artista. "O que importa é as pessoas estarem de coração aberto e com vontade de se divertir", complementa.

 

Inspirada pelo ídolo e amigo Lulu Santos, a quem considera "o mestre do pop brasileiro", Preta Gil busca criar, a cada vez em que sobe ao palco, uma festa de música para todos os gostos. Faz questão de se manter atenta ao que há de novo: "Naldo e Anitta viraram meus amigos pessoais, mas antes de tudo, sou muito fã deles", ela conta. No Bloco da Preta, a intérprete vai dos clássicos da MPB às faixas que consagraram as recentes estrelas nacionais. "O pop no Brasil é eclético, está sempre se renovando. O que importa é que há espaço para todos", destaca.

 

Em Belo Horizonte, Preta Gil se apresenta no Mix Garden, acompanhada pela banda formada por Fábio Lessa no baixo, Ricardo Marins na guitarra, André Fernandes na bateria e Ranieri Oliveira no teclado. O tempero carnavalesco é reforçado pela bateria Black Power, com 10 ritmistas comandados pelo Mestre Pablo. Além do Bloco, os foliões da capital mineira conferem o set do DJ Steven Rendant, nascido na Espanha e com currículo global que inclui festas em Sydney, Miami e Nova York.

 

Preta Gil apresenta o Bloco da Preta

Sábado, 7 de setembro, a partir das  23h. Mix Garden (Rua Projetada, 65 – Jardim Canadá – Nova Lima). Classificação: 18 anos.

Ingressos: Pista Premium a R$ 100 (1º lote) com open bar. Camarote  (setor premium e front stage) a R$ 170 (1º lote), com open bar.

Informações: (31) 9431-9315 / (31) 9150-1748 ou no site oficial do evento.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA