Toninho Carrasqueira faz show nesta terça-feira em BH

O chorista tem diversos trabalhos dedicados a Pixinguinha e vai estar, nesta noite, ao lado da Flutuar Orquestra de Flautas

por Estado de Minas 03/09/2013 08:42

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Arquivo pessoal
(foto: Arquivo pessoal )
Pixinguinha e Patápio Silva vão “baixar” em BH. Nesta terça-feira à noite, no Museu de Artes e Ofícios, a Flutuar Orquestra de Flautas receberá um ás do instrumento: Antônio Carrasqueira.

Ao lado do grupo mineiro, ele vai tocar clássicos do repertório genuinamente brasileiro, como 'Naquele tempo', 'Carinhoso' e 'Um a zero', do mestre Pinzindim, além de Zinha e Margarida, de Patápio.

Choros e valsas darão o tom da noite. Com 18 integrantes, a orquestra usa flauta-em-dó, flautim, flauta-em-sol e a rara flauta-contrabaixo. Premiado instrumentista, Carrasqueira transita com propriedade pelos universos erudito e popular. Mestre contemporâneo do choro, ele dedicou um de seus vários discos a Pixinguinha e a Patápio.

Filho de família humilde, o fluminense Patápio Silva (1880 –1907) foi criado em Cataguases, na Zona da Mata mineira. Lá, aprendeu música e tocou na banda da cidade. Considerado um dos maiores flautistas do país, morreu aos 26 anos. No Rio de Janeiro, seu talento chamou a atenção no Instituto Nacional de Música. Concertista consagrado, era respeitado também como compositor.

Considerado “pai” da música brasileira, Alfredo da Rocha Vianna Jr. (1897 – 1973) foi muito mais que genial flautista e compositor. Maestro e arranjador, mesclou as lições de Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga e dos primeiros chorões a ritmos africanos, europeus e à música negra americana.

OFÍCIO DA MÚSICA
Com Toninho Carrasqueira e Flutuar Orquestra de Flautas

Local: Museu de Artes e Ofícios

Endereço: Praça da Estação, Centro

Terça-feira, às 19h30

Entrada franca

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA