Biografia de Milton Nascimento destaca composições do mineiro

Repleto de entrevistas, além de análise de discografia e estudo de partituras, não faltam revelações para o leigo, mesmo que a obra peque, às vezes, pela carência de uma edição jornalística

por Estado de Minas 31/08/2013 07:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Em A música de Milton Nascimento, a biografia musical que o músico Chico Amaral publicou recentemente, Bituca é, enfim, conduzido ao lugar aonde tantos de sua geração, como Edu Lobo, Chico Buarque e Caetano Veloso, já haviam conseguido chegar.

A influência das cantoras, o conflito (resolvido) com o maestro Tom Jobim e a relação com os parceiros de Clube da Esquina estão em pauta na publicação. Repleto de entrevistas, além de análise de discografia e estudo de partituras, não faltam revelações para o leigo, mesmo que a obra peque, às vezes, pela carência de uma edição jornalística. Afinal, escrita por um músico, acaba se detendo mais nos detalhes musicais e técnicos, como define o próprio título.

Autor de letras memoráveis do Skank, como Garota nacional, Chico Amaral prova que tem tudo para ajudar a resolver a carência do gênero literário nas Minas Gerais, onde talentos para serem biografados não faltam. Estão aí, por exemplo, os irmãos Paulinho (contrabaixista, já falecido) e Toninho Horta, aguardando que a história faça jus ao talento já reconhecido. Com A música de Milton Nascimento, Chico Amaral recebe passaporte para novas empreitadas do gênero.

em.com.br.

Ouça Faixas do disco
Milton – Uma travessia

https://www.youtube.com/watch?v=tZ9eQ11Ze5A

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA