Chitãozinho & Xororó inicia turnê por Belo Horizonte, hoje à noite, em casa noturna no Vale do Sereno

A dupla antecipa o repertório do novo disco, que ainda nem chegou às lojas

por Helvécio Carlos 28/08/2013 08:02

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Web/Divulgação
O álbum Chitãozinho & Xororó está disponível por enquanto apenas na internet (foto: Web/Divulgação)

A dupla Chitãozinho & Xororó se revela mais pop do que nunca. A prova está no mais recente disco, 'Do tamanho do nosso amor', que será lançado em setembro. Basta uma olhadinha na turma que trabalhou com os sertanejos em estúdio. Júnior Lima e violinista Amon Lima, filho e genro de Xororó, respectivamente, e o DJ Júlio Torres, que completa com eles o trio Dexter, de música eletrônica, estão lá. “Eles fizeram um novo arranjo para 'Vida marvada', um country pop”, define Chitãozinho “Apesar disso, não mudamos. De tempos em tempos gostamos de atualizar a linguagem. Esse era o momento”, acrescenta.

Lenine também aparece no novo disco da dupla sertaneja. É dele a canção 'Não sou nada sem você', guardada há mais de 10 anos pelo compositor pernambucano. “Lenine é um querido de nossa família, não só pelo talento, mas por ser um grande ser humano. Somos muito amigos. Mas mesmo assim ele manteve a canção guardada, com vergonha de nos presentear”, explica Chitãozinho. A sequência de inéditas conta ainda com as canções 'Nosso amor é assim, de Xororó e Victor, da dupla Victor & Leo; E aí tempo, de Caco Nogueira; e 'Do tamanho do nosso amor', de Sorocaba, da dupla Fernando & Sorocaba, que dá nome ao projeto.

Todas estarão incluídas no roteiro do show, que inclui 18 clássicos do repertório de Chitãozinho & Xororó. “É preciso ter de tudo um pouco para atender os fãs”, afirma Chitãozinho, citando canções como 'Fio de cabelo', 'No rancho fundo' e 'Galopeira'. Chitãozinho garante que tanto ele quanto o irmão não se cansam de cantar uma música ou outra registrada em mais de 35 álbuns e sete DVDs. “Nunca estamos no automático. Cada show é uma emoção diferente para cada canção.”  

Antes de chegar as lojas, o novo álbum, gravado ao vivo na Wood’s de São Paulo, vai render a turnê que começa hoje por Belo Horizonte, na filial belo-horizontina da casa, no Vale do Sereno. “Por um problema burocrático com a liberação dos direitos autorais de uma das faixas, o disco atrasou”, justifica Chitãozinho, ansioso por voltar à capital mineira, depois de dois anos sem pôr os pés aqui. “Em Belo Horizonte, temos uma legião de fãs maravilhosa”, comemora Chitãozinho.

Mesmo com público cativo, a demora de dois anos para voltar a cantar na cidade tem um bom motivo: há um tempo a dupla decidiu reduzir a carga pesada de apresentações. “Já chegamos a uma média de 25 shows por mês. Hoje, fazemos no máximo oito. Já trabalhamos muito. Agora é hora de curtir a família e a vida com qualidade”, pondera. Além disso, os irmãos têm outros compromissos além da música, com projetos na área de urbanismo, restaurantes – eles são donos do Montana Grill – e a criação de gado.

DO TAMANHO DO NOSSO AMOR
Quarta-feira, às 23h30

Local: Wood’s

Endereço: Alameda da Serra, 154, Vale do Sereno

Ingressos individuais entre R$ 50 e R$ 140; mesas (para quatro pessoas) a R$ 350 e R$ 600; lounge (para 15 pessoas) a R$ 2.300

Venda pelo site Central de Eventos ou nas lojas Boundless BH Shopping (4º piso), Mangabeiras, Savassi e Buritis.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA