O Rappa, recupera urgência com 'Nunca tem fim', seu novo disco

Depois de um longo afastamento da mídia e dos estúdios, o quarteto carioca volta fazendo barulho. Vendas na internet começam nesta terça-feira, 27

por Sérgio Rodrigo Reis 27/08/2013 07:40

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Gabriel Wickbold/Divulgação
Xandão, Lauro, Falcão e Lobato vão cair na estrada mais uma vez, comemorando os 20 anos do grupo (foto: Gabriel Wickbold/Divulgação)

O Rappa voltou com tudo a que tem direito. No novo disco, 'Nunca tem fim', que começa a ser vendido hoje na internet, o grupo recupera a urgência do discurso em defesa de temas sociais, a revolta com a política, ao tratamento dado às periferias e, na outra ponta, uma fala mais articulada em relação às redes sociais, aos novos horizontes musicais e ao amadurecimento profissional que marca os 20 anos de trajetória da banda. Na coletiva de imprensa de lançamento no estúdio Toca do Bandido, no Rio de Janeiro, onde gravaram as vozes das 10 faixas, não faltaram ainda descontração e um clima positivo em relação à fase atual. Nem sempre foi assim.

Antes de retornar ao estúdio para realizar o novo trabalho – processo que durou nove meses –, o quarteto resolveu dar um tempo. “Nunca tínhamos tirado férias. O Rappa sempre foi prioridade. Resolvemos parar e dedicar um tempo a nossos projetos paralelos”, conta o vocalista Falcão. “Eu toco na banda Locomotivos; o Xandão tem um estúdio, assim como Lobatinho. Já o Lauro desenvolve projetos sociais na Baixada Fluminense”, completa. A volta ocorreu depois que novas músicas começaram a surgir, e foi Falcão que resolveu promover o reencontro um ano e oito meses depois da pausa. O clima na volta foi tenso. “Lavamos muita roupa suja, falamos de coisas que incomodavam um no outro”, lembra Lobato, para quem a conversa foi necessária para um amadurecimento.

As coisas voltaram ao eixo logo que a conversa mudou para o que seria o novo disco. Nos últimos nove meses, não fizeram outra coisa. Cada um à sua maneira, os músicos passaram a compor, trazendo contribuições que iam sendo divididas com os outros. “Chegou a um momento em que a gente precisava de um organizador daquilo”, ressalta Falcão. “A criatividade aqui é um prazer. Um ouve a música do outro e todos ficam por dentro do que passa na cabeça do parceiro. Aí foi a hora de chamar o Tom Saboia para poder organizar as nossas composições. De fora ele foi mais um Rappa. No estúdio, modéstia à parte, somos maneiros. Mas não contar com uma visão musical de fora era estupidez naquele momento”, conclui o vocalista, para quem, depois de tudo, o que mais os interessa é estar juntos no palco.

Assista ao clipe de 'Anjos (Pra quem tem fé)', de O Rappa:



O repórter viajou a convite da Warner.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA