Choro de Izaias do Bandolim ganha songbook bilíngue

Obra do compositor e instrumentista paulista tem edição para praticantes do gênero

por Kiko Ferreira 12/08/2013 10:56

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AC Produção Cultura/Divulgação
Izaias Bueno de Almeida (ao centro) tem a obra revisitada na série do livro 'O choro de Luiz Gonzaga' (foto: AC Produção Cultura/Divulgação)
O choro continua vivo. Viva o choro! Por causa do crescente interesse de jovens instrumentistas pelo modo brasileiríssimo de fazer música improvisada, aumenta o acervo de partituras e pesquisas dedicadas a seus autores e intérpretes. Continuando a série de songbooks bilíngues dedicados a artistas ilustres, a editora Choro Music acaba de lançar 'Choros e valsas de Izaias do Bandolim', com partituras do veterano compositor e instrumentista paulista. O livro forma um belo conjunto com o lançamento anterior, 'O choro de Luiz Gonzaga', que traz material representativo da faceta instrumental do Rei do Baião.

Com pesquisa e direção musical de Paulo Serau, o volume do acervo de Gonzagão parte da compilação de registros em 78 rotações feitos entre 1941 e 1953. Depois das transcrições, as músicas foram avaliadas, a abordagem padronizada e houve até uma ou outra correção de rumos em pequenas discrepâncias entre harmonia e melodia. O trabalho vem acompanhado de CD, em que o Regional Tupinambá, que tem como destaque o acordeom de Cleber Silveira, interpreta músicas de maneira limpa, clara e didática. Na segunda parte do CD, o solista encontra apenas o acompanhamento para praticar.

Líder do grupo Izaias e seus Chorões, considerado o conjunto instrumental mais antigo de São Paulo, o bandolinista Izaias Bueno de Almeida tem fama que não ultrapassa muito o meio musical, embora ostente carreira de quase 60 anos. Da estreia na extinta TV Tupi, aos 16 anos, até os recentes CDs lançados pelo CPC-Umes, o instrumentista fez parte do antológico Conjunto Atlântico, atuante em célebres programas musicais das TVs Record e Excelsior, tocou com o regional do Caçulinha e acompanhou mestres como Pixinguinha, Garoto e Luperce Miranda, além de Elis Regina, Elizeth Cardoso, Nelson Gonçalves, Orlando Silva e Ataulfo Alves. Figura querida entre os chorões paulistas, Izaias tem seu trabalho bem representado em 13 partituras, incluindo obras que deveriam ser consideradas clássicas, como 'Procurando encrenca', 'Sorvete de jabuticaba' e 'Inquietude'.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MÚSICA