Johnny Depp tem 1ª vitória em ação contra ex-empresários

Para juíza, gastos excessivos de Depp não são provas em processo

por Agência Ansa 14/07/2017 15:33

AFP / Kazuhiro NOGI
Depp entrou na justiça acusando a empresa The Management Group de má gestão de suas finanças (foto: AFP / Kazuhiro NOGI )
A juíza norte-americana da Corte Superior de Los Angeles, Teresa Beaudet, afirmou na última segunda-feira (10), que os gastos excessivos de Johnny Depp não devem interferir na ação em que o ator abriu contra os donos da empresa que administrava sua carreira, a The Management Group (TMG).

   

Depp entrou na justiça em janeiro, acusando a TMG pela má gestão de suas finanças, de ter feito empréstimos sem a autorização do ator e ocultado os números vermelhos de sua conta. Ainda segundo o astro da franquia Piratas do Caribe, a empresa o deixou um rombo de US$ 40 milhões em suas finanças e, por isso, ele exige uma indenização de US$ 25 milhões Por sua vez, a TMG, liderada por Joel e Robert Mandel, processou Depp por acusação caluniosa e acusam o próprio ator por ter entrado nesta crise financeira devido aos seus gastos exorbitantes.
   

A conta de Depp ficou com um saldo melhor após o ótimo retorno financeiro do filme Piratas do Caribe: Os Mortos Não Contam Histórias.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO