Miss Bumbum Sheyla Mell adere ao chip da beleza: 'pra ficar mais gostosa'

Produto, que é anticoncepcional, ajuda a trocar gordura por massa magra, mas tem contraindicações médicas

por Estado de Minas 06/07/2017 09:21

Malhar todos os dias da semana, inclusive nos fins de semana, zerar carboidrato e se alimentar basicamente de frango, batata doce e brócolis. Essa, na teoria, é a receita perfeita para manter o shape em dia.


Mas, e se houvesse uma "mágica" para conquistar o corpo perfeito, ganhar músculos e acabar com as temidas celulites?

A Miss Bumbum México, Sheyla Mell, acredita que encontrou a solução. Na onda das famosas e blogueiras, a loira aderiu ao chip da beleza. O dispositivo promete perda de peso, mais músculos e nenhum sintoma da TPM.

"Decidi colocar porque minhas cólicas no período de menstruação são terríveis. Me transformo completamente, fico mau-humorada, chata, possessiva e nada comunicativa. Percebi que estava fazendo mal pra minha vida social. Escolhi o chip pra ficar mais gostosa, dizem que é milagroso. Ainda não senti todos os benefícios, apenas que estou mais disposta no dia a dia, com mais energia para trabalhar e treinar", conta. "Sofro um pouco com a retenção de líquidos e acho que agora finalmente vou me livrar disso. Quem sabe não rola mais um ensaio nu pra mostrar o novo shape", completa, fazendo mistério.

Com anestesia local, em um consultório médico, a tecnologia foi implantada nas costas, próxima ao bumbum de Sheyla Mell. E ela garante que não doeu nada. "Estava apreensiva em sentir dor, mas foi bem tranquila. Sou adepta de intervenções cirúrgicas e novas tecnologias. Acho que vale tudo para desfilar o corpo perfeito. Já fiz lipoaspiração e coloquei silicone nos seios. Estou feliz assim, mas se precisar mexer vou correndo para o médico".

O "chip da beleza" é um implante hormonal subcutâneo que pode ter efeitos colaterais. É composto por um derivado da progesterona, que funciona como anticoncepcional, mas que também atua substituindo gordura por massa magra. O chip interrompe a menstruação e tem duração prevista de seis meses.

O uso do produto com fins estéticos é contestado por parte da classe médica, porque aumenta os níveis de testosterona no corpo da mulher, o que pode ter como consequência crescimento de pelos, aumento da oleosidade da pele, produção de acnes e até aumento do clitóris e engrossamento da voz.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO