Motorista de Cristiano Araújo vai a julgamento nesta terça-feira

Se for considerado culpado, Ronaldo Miranda, que conduzia o carro no qual morreram o cantor sertanejo e a namorada, pode pegar até quatro anos de prisão

por Hellen Leite Correio Braziliense 04/07/2017 16:40
Reprodução
(foto: Reprodução )

Ronaldo Miranda, 43 anos, motorista do cantor Cristiano Araújo, depõe nesta terça-feira em uma audiência de instrução e de julgamento do processo sobre a morte do artista e sua namorada, Allana Moraes.

O condutor foi denunciado por duplo homicídio culposo, quando não há intenção de matar. A audiência ocorre no Fórum de Morrinhos, no sul de Goiás. Em 24 de junho de 2015, a Range Rover em que os três estavam capotou no km 614 da BR-153, entre Morrinhos e o trevo de Pontalina (GO). Dados recolhidos pela perícia mostram que o carro estava a 179km/h cinco segundos antes do acidente. Além disso, o casal não usava cinto de segurança.

O delegado responsável pelo caso, Fabiano Henrique Jacomelis, afirmou à época que o motorista foi negligente e imprudente, mas que não cometeu o ato intencionalmente. Por isso, a Polícia Civil o indiciou por duplo homicídio culposo. Pelo Código Brasileiro de Trânsito, a pena para esse tipo de crime é de dois a quatro anos e prisão e suspensão da habilitação.

 

Após a audiência, a juíza pode dar prazo para o posicionamento do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) se manifestar e, em seguida, outro prazo para as alegações finais também da defesa.

 

Desde setembro de 2015, Ronaldo Miranda trabalha com Marrone, que faz dupla com Bruno, e registra a nova rotina no Instagram. Na última semana, postou uma foto antiga com Cristiano Araújo e escreveu: "Aqueles que amamos nunca morrem, apenas partem antes de nós".

 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO