Gentili é condenado a pagar R$ 1 mil diários por ofensas a jornalista

Apresentador havia ironizado possibilidades de ações judiciais

por Diário de Pernambuco 01/06/2017 12:29
SBT/Divulgação
Humorista Danilo Gentili apresenta o talk show The Noite no SBT. (foto: SBT/Divulgação)
Danillo Gentili foi condenado a remover das redes sociais ofensas publicadas contra o jornalista Gilberto Dimenstein, criador do site Catraca livre, sob pena de R$ 1 mil por cada dia em que as postagens permanecerem no ar. De acordo com um comunicado no Facebook, essa é apenas a primeira parte do processo movido por Gilberto contra o comediante do SBT. A sentença foi do juiz Edward Albert Lancelot, do Tribunal de Justiça de São Paulo.

''Justiça acaba de determinar que Danilo Gentili tire do ar as ofensas que lançou contra mim, sob pena de pagar R$ 1 mil por dia. Essa é apenas a primeira fase do meu processo por danos morais para que ele aprenda a distinguir entre crítica e ofensa'', escreveu ele. O jornalista revelou que todo o dinheiro que pode ser arrecadado com a ação será destino a Orquestra Sinfônica de Heliópolis: ''Aliás, tudo o que eu arrecadar em todos os processos (e são muitos) irá para essa orquestra expandir seu projeto de música clássica na rua''.

''É assim que devemos agir numa democracia. Uma coisa é o direito de expressão; outra usar a palavra para injuriar, caluniar e difamar. Abaixo, a imagem que ele publicou diante da ameaça de processo e seu senso de impunidade'', concluiu Gilberto, em referência à imagem postada por Danilo na qual ironiza as ações movidas contra ele na Justiça.
 
Há cerca de um mês, o apresentador foi acusado de racismo ao fazer piada com a assistente de palco Juliana nas redes sociais. Ele se irritou com uma publicação do Catraca livre sobre o caso e comentou: ''Vocês são burros e não sabem ler? Ou são apenas jornalistas merdas que não conferem as coisas? Que vocês e o Dilmastein vão pra p*** que pariu'', dentre outras ofensas. 

Em outra publicação, o site relembrou casos polêmicos de Gentili e afirmou: ''A irritação de Danilo Gentili com o Catraca livre é antiga: faz parte de nosso projeto editorial combater qualquer forma de preconceito ou desrespeito às minorias. Sempre fomos críticos de muitas de suas piadas que, na nossa opinião, reforçam a violência''.

Danilo postou, nesta semana, um vídeo em que desdenha da notificação extra judicial da deputada Maria do Rosário. Nas imagens, ele aparece rasgando o papel, esfregando nos órgãos genitais e mandando que ela os ''enfiasse na bunda''. Em seguida, ele recolhe os papéis rasgados e os envia de volta pelo correio.
 
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO