Ex-dançarina do Trio Los Angeles, Carol Porcelli, revela que teve transtorno alimentar

A "Diva Fitness" alerta para os riscos dessa doença silenciosa depois de ficar muito acima do peso

por Estado de Minas 17/05/2017 10:02


Carol Porcelli
sofreu muito depois de engordar 10kg em apenas 3 meses.

"Por fazermos dietas tão restritas por longos períodos, acabamos por vezes nos acometendo desta doença, pouco falada, pouco conhecida. Por ser atleta e pelas exigências do meu trabalho, restringi por muito tempo minha alimentação e acabei vivendo na minha própria pele o transtorno alimentar".

 

                                                            Fotos: Carol Porcelli posa de roqueira

                                                    Fotos: "Como tomate igual maçã", diz Carol Porcelli

O Transtorno Alimentar (TA) é um problema psiquiátrico em que a saúde física e mental do indivíduo fica seriamente prejudicada por uma alimentação disfuncional. A imposição de um padrão de beleza em que a aparência física e corpos perfeitos são parâmetros para alcançar sucesso e indicadores de valor pessoal, gera indivíduos com alta expectativa em relação à própria aparência física e ao mesmo tempo pessoas desprovidas de autoaceitação da imagem corporal.

Os pensamentos obsessivos por comida, a preocupação exagerada com calorias, crenças radicais e erradas sobre alimentação, sentimentos inadequados em relação ao alimento e a compensação de problemas emocionais através da alimentação são atitudes frequentes entre os pacientes com TA.

Nesse contexto, os atletas fitness se tornam uma população de alto risco para o desenvolvimento de TA.

Carol Porcelli divaga: "O que estamos buscando na realidade? Será que não está na hora de aceitarmos nosso corpo e fazermos as pazes com a comida? Ser atleta é uma profissão a qual tenho muito amor, mas quero alertar que depois da minha última competição desenvolvi o TA. Por viver direta e indiretamente do esporte preciso fazer isto mas quero alertar as pessoas que não são atletas e estão fazendo de tudo para perder peso e atingir o corpo perfeito", detalha a morena, de 34 anos.

"Graças a uma nutricionista e coach, especializada em tratar esta doença, pude perceber o que eu estava vivendo. Sem hipocrisia, ao menos 80% dos atletas pós-competição soltam a boca de uma tal forma que chegam a ganhar 10, 15kg em uma semana. Mas a questão não é o atleta em si pois atleta é atleta, é profissional e não tem escolha. O que é preocupante são muitas pessoas 'comuns' que hoje têm feito dietas malucas para emagrecer e quando param vem o rebote e a compulsão. Parece que você perde o controle. Quer comer, comer, comer e comer... Se você não é atleta, não faça loucuras pois problemas ainda maiores você criará além do seu peso", adverte Carol.

Mãe de três filhos, a "Diva Fitness" tem 104cm de bumbum, 94cm de busto, 68cm de cintura e 63cm de coxa distribuídos por 67kg e 1,66m de altura.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO