Ex-Menudo revela que era estuprado pelo empresário do grupo

Em conversa com o apresentador Roberto Cabrini, no programa 'Conexão repórter', do SBT, Roy Rossello diz que tentou se matar por causa dos abusos

por Estado de Minas 17/04/2017 10:03
SBT/Reprodução
Roy Rossello faz revelações sobre sua carreira no 'Conexão repórter'. (foto: SBT/Reprodução)

O ex-Menudo Roy Rossello concedeu uma entrevista ao apresentador Roberto Cabrini durante o programa Conexão Repórter, do SBT, neste domingo, 16. Em uma conversa reveladora, ele se emocionou ao afirmar que sofreu agressões e abuso sexual de seu antigo empresário, Edgardo Díaz, durante os três anos que integrou o conjunto, quando tinha entre 13 e 16 anos de idade. 

De acordo com o ex-integrante, o primeiro abuso ocorreu durante sua turnê inaugural no grupo, no Rio de Janeiro. ''Foi em Copacabana. Eu saí com algumas meninas e, quando cheguei ao hotel, Edgardo estava na recepção. Ele me puxou pelo cabelo, para dentro do Copacabana Palace, me batendo, chutando, maltratando'', contou Roy. 

Segundo o astro dos anos anos 1980, quando chegaram ao quarto, o empresário mandou que tirasse a roupa. ''Tomei banho, saí de toalha e ele falou: 'eu quero te ver, eu quero te ver completo, eu quero ver seu corpo, suas partes íntimas'''. O cantor relatou que, neste episódio, foi estuprado. ''Aí ele me estuprou, praticamente. Não houve consentimento, não houve pena da parte dele, não houve nenhuma pena'', detalhou. 
 
Depois que voltou para Porto Rico, Roy afirma ter tentado se matar mais de uma vez tendo, inclusive, chegado a se jogar na frente de carros em uma avenida. 

O cantor também relata que os episódios de abuso se repetiram durante todo o tempo em que esteve no grupo e que ele jamais havia consentido para que o empresário tomasse tal atitude. Por conta disso, o cantor apresentou quadro de depressão. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO