Kadu Moliterno processa Luana Piovani por calúnia e difamação

Em seu canal no YouTube, atriz comentou episódio de violência doméstica envolvendo o colega

por Diário de Pernambuco 11/04/2017 22:24

Globo/Divulgação
O ator Kadu Moliterno (foto: Globo/Divulgação)

O ator Kadu Moliterno entrou com um processo contra Luana Piovani por calúnia, difamação e danos morais na 7ª Vara Cível da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. O processo se refere ao vídeo postado por Piovani nas redes sociais, no último dia 3, no qual ela comenta o caso de assédio sofrido pela figurinista da Rede Globo Susllem Tonani por José Mayer.

 

No vídeo, ela menciona também Moliterno, que, em 2006, foi acusado de bater na ex-esposa, Ingrid Saldanha. "Bateu na mulher, ela saiu na capa da Veja, escrito 'não foi a primeira vez'. Ele continuou trabalhando, fazendo novela, posando com as novas namoradas", disse Luana.
   
Na época, o ator divulgou uma nota assumindo que errou e pediu perdão. O processo, no entanto, foi julgado e Moliterno, que atualmente trabalha na Record TV, foi absolvido. Em comunicado enviado à imprensa, o ator lamentou a atitude "desnecessária" de Luana.

 

"Lamento profundamente a atitude de minha colega, totalmente desnecessária e desprovida de legitimidade. Trazer um assunto acontecido há 12 anos e resolvido nos termos legais é passível de processo. Tenho com minha família uma relação de amor e amizade", disse. "Atualmente estou casado com uma mulher maravilhosa [a musa fitness Cristianne Rodriguez], cercado de paz, amor cumplicidade e respeito! Estou muito triste, pois essa inconsequência atingiu toda minha família, esposa e amigos!", finalizou.

Luana ainda não se pronunciou sobre o caso. No vídeo, ela fala também sobre o relacionamento abusivo que teve com Dado Dolabella. "Ele enfiou a mão na minha cara, eu fui pro mundo inteiro contar. Seis meses depois, ele ganhou R$ 2 milhões no reality show A fazenda, votado pelas pessoas", reclamou. Ela citou outros casos famosos de violência contra a mulher e machismo, como o do goleiro Bruno e o de Garrincha. "Garrincha enchia Elza Soares de porrada e é lembrado como um herói aqui no Brasil", exemplificou.


 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO