"Como tomate igual maçã", revela ex-dançarina do Trio Los Angeles, sobre a boa forma

A "Diva Fitness" Carol Porcelli, ex-dançarina do grupo Trio Los Angeles, mantém um corpo invejável aos 34 anos e dá inveja a muita menina de 18

por Estado de Minas 27/03/2017 06:00

A "Diva Fitness" Carol Porcelli, ex-dançarina do grupo Trio Los Angeles, mantém um corpo invejável aos 34 anos e dá inveja a muita menina de 18.

"Como tomate igual maçã", conta a atleta internacional, empresária e modelo fitness, que é mãe de três filhos.

"O tomate é fundamental na minha dieta. Além dos inúmeros benefícios à saúde, ele melhora a circulação, é anti-inflamatório, e por ter uma quantidade calórica muito baixa, se encaixa muito bem na minha alimentação que tem que ser bem equilibrada e restrita em calorias", detalha Carol Porcelli.

"Muitos atletas e preparadores não usam o tomate nas suas dietas, mas não penso duas vezes em optar pelo alimento. É prático e gostoso demais, e sem dúvidas sempre estará nos meus pratos", completa a ex-dançarina do grupo Trio Los Angeles.

Quem vê a modelo fitness jamais poderia imaginar que ela já teve depressão por não gostar do próprio corpo. Pois isso aconteceu há apenas quatro anos, quando a morena engordou 10kg em apenas três meses, depois de tomar anticoncepcionais.

"Treino desde meus 18 anos e a briga com a balança começou após a minha segunda gestação, mas como sempre me cuidei até mesmo por ter na família muitos casos de obesidade mórbida, nunca passei de um peso que era o meu ponto de referência. Até mesmo porque sempre trabalhei com a imagem e não podia ficar fora de forma pelo meu trabalho."

Reviravolta

Ela detalha: "Fui casada 10 anos e me separei, e quando me casei novamente sofri uma pressão de amigos e família por conta de engravidar, afinal já tinha três filhos e era uma grande responsabilidade vir um quarto. Eu, no entanto, não queria tomar anticoncepcional pois conhecia bem os efeitos que traria para o meu corpo. Fui questionada por familiares da área médica e disseram que anticoncepcional não engordava, que existiam alguns até que tiravam a retenção líquida, problema que enfrentei desde a adolescência. Cheguei até ouvir frases do tipo: 'Mulherada come, engorda e joga culpa no anticoncepcional'", relembra a beldade, que possui mais de 533 mil seguidores no Instagram.

"Com base em tudo que me falaram, eu disse: 'Bom, sempre fiz dieta e treinei, então vou começar a tomar anticoncepcional e se engordar quero ver alguém dizer que foi porque comi'. Minha família e meu marido sempre viram o meu estilo de vida. Foi aí então que resolvi tomar, cheguei a falar com o médico na época e daí por diante começou o processo que acabaria com minha autoestima e meus trabalhos. Foram três meses assistindo meu peso subir e meu corpo ficar inteiro com celulites. Sim, isto acabou comigo ao contrário do julgamento de muitos dizendo: 'Nossa, você tem três filhos e está preocupada com a celulite?'. Mas ninguém entende que não é isso, porque com o corpo da forma que ficou perdi trabalhos. E sustento meus filhos sozinha já que há mais de dois anos o pai deles não ajuda nem com um copo de água. Trabalhar com minha imagem é uma das fontes de minha renda."

Até que Carol Porcelli resolveu dar um basta: "Foi aí que acordei um dia chorando e na frente do espelho olhei para mim e disse: 'Chega! Isso termina aqui! Não vou ficar aqui chorando porque isso não vai mudar minha situação'. Parei de tomar o anticoncepcional, resolvi me dedicar aos treinos e dietas de uma forma que nunca tinha feito. Decidi virar atleta e na época fui procurar o coach e preparador de atletas Fabiano Rhein. Aí começamos o processo", finaliza Carol Porcelli.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO