Miss Canadá é chamada de gorda e responde às críticas em rede social

Nona colocada no concurso de Miss Universo, realizado no domingo (29), Siera Bearchell responde às críticas: 'Eu sou saudável. Eu estou confiante. Eu sou eu'

por Redação EM Cultura 30/01/2017 11:08
Noel Celis/AFP
Siera Bearchell, Miss Canadá (foto: Noel Celis/AFP)
A Miss Universo 2017 é a francesa Iris Mittenaere, eleita na noite deste domingo (29). Mas quem ganhou o público não foi ela, e sim a canadense Siera Bearchell, que ficou em nono lugar.

Isto porque a moça, linda e estudante de Direito, tem mais curvas do que as colegas de concurso. Foi chamada de gorda durante a transmissão. E pelos próprios comentaristas!

O stylist Raphael Mendonça a chamou de “cheinha” e disse não entender como havia ficado entre as finalistas já que não tinha “corpo de miss”. Cássio Reis foi além: comentou que Siera deve ter entrado no concurso para cumprir cotas. Claro que a internet veio abaixo, com boa parte dos telespectadores defendendo a miss.

Valerie Macon/AFP
A modelo plus size Ashley Graham (foto: Valerie Macon/AFP)
Isto ocorreu, vale lembrar, numa edição do tradicional concurso que teve como co-apresentadora a modelo plus size Ashley Graham.

A repercussão não foi só no Brasil. No mundo inteiro teve quem apoiasse e fosse contra a participação de Siera Bearchell. A miss, muito segura, fez a seguinte postagem em sua conta no Instagram.

"É preciso disciplina para 'ter o corpo de uma Miss Universo'. Também é preciso disciplina para ser aceito na Faculdade de Direito. É preciso disciplina para correr uma maratona. É preciso disciplina para ser fiel a nós mesmos em um mundo que está constantemente tentando moldar-nos em algo que não somos. As pessoas me perguntaram se eu mudei meu corpo para provar um ponto. Não. Nossas vidas estão em constante mudança. Assim como nossos corpos. Para ser sincera, eu comia quase nada em concursos anteriores e mesmo assim não me sentia bem o suficiente. Não importa o quão pouco eu comia e quanto peso eu perdia, eu constantemente me comparava com as outras e sentia que podia perder mais. Minha percepção não combinava com o corpo que eu via no espelho. Havia dias em que eu comia uma barra de proteína, treinava por horas e lutava para dormir porque estava com muita fome. Meu corpo não é naturalmente magro e está tudo bem. Eu sou saudável. Eu estou em boa forma. Eu estou confiante. Eu sou eu. Esta é quem eu sou agora e eu estou bem. Mulheres, lembrem-se que a verdadeira beleza vem de dentro.'

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO