Três suspeitos de assalto a Kim Kardashian são indiciados em Paris

Usando máscaras e roupas de policiais, os ladrões neutralizaram o vigia noturno e depois dois deles subiram para o apartamento da estrela americana de 36 anos, que estava em Paris para assistir a Semana de Moda

12/01/2017 18:05
Reprodução/Instagram
(foto: Reprodução/Instagram)
Três indivíduos, entre eles um homem de 63 anos suspeito de ter participado diretamente no roubo à estrela americana de reality show Kim Kardashian em outubro, em Paris, foram indiciados nesta quinta-feira (12/1), anunciou a Procuradoria de Paris.

Yunice A. foi acusado de sequestro e formação de quadrilha, informou a fonte.

Os outros dois suspeitos são Marceau B., de 64 anos, e Florus H., de 44 anos. O primeiro, acusado de acobertar o grupo criminoso e de formação de quadrilha, é suspeito de ter ajudado a se desfazer das joias roubadas de Kim, avaliadas em nove milhões de euros.

O segundo, investigado por ser cúmplice no assalto à mão armada com grupo criminoso, cúmplice no sequestro e formação de quadrilha, é suspeito de ter informado aos assaltantes os horários da estrela de Keeping Up with the Kardashians. Outras sete pessoas estão sendo interrogadas.
 
Segundo a reconstituição do crime, feita pelos investigadores, os cinco suspeitos de terem entrado armados no hotel de luxo em que Kim estava sem seus seguranças tinham experiência.

O mais jovem da quadrilha tem 54 anos e o mais velho, 72. Os outro três estão na faixa dos 60 anos. Todos são conhecidos pela polícia por casos de roubo.

Os investigadores acreditam ter encontrado o mentor do crime, um homem de 60 anos cujo DNA foi detectado no início da investigação, em uma das cordas usadas para amarrar Kim Kardashian. Vigiado pelos policiais, seus contatos permitiram chegar ao resto da equipe.

Usando máscaras e roupas de policiais, os ladrões neutralizaram o vigia noturno e depois dois deles subiram para o apartamento da estrela americana de 36 anos, que estava em Paris para assistir a Semana de Moda.

Após terem-na amarrado, amordaçado e prendido no banheiro, os assaltantes fugiram com um anel avaliado em quatro milhões de euros e uma caixa com joias avaliadas em cinco milhões de euros.

"Pensavam que seria o golpe do século, mas cometeram muitos erros", avaliou um investigador. Em sua fuga, os ladrões perderam um colar de diamantes.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO