Motorista particular de Kim está entre os suspeitos por assalto

Dezessete pessoas foram detidas na operação policial do caso

por Diário de Pernambuco 10/01/2017 15:38
 E! Entertainment/Reprodução
Kim Kardashian comenta assalto na próxima temporada do Keeping up with the Kardashian (foto: E! Entertainment/Reprodução)
Ao todo, 17 pessoas foram presas na segunda-feira (9) em investigação do assalto a Kim Kardashian, de 36 anos, ocorrido em hotel de luxo, em outubro do ano passado, em Paris. Segundo o Daily Mail, um deles é o motorista particular da estrela do reality show Keeping up with the Kardashians. O homem, de 27 anos, é funcionário de uma empresa que prestava serviço para a família de Kardashian em Paris.

De acordo com a France Info, a investigação menciona 14 homens e três mulheres, com faixa etária entre 23 e 73 anos, envolvidos no roubo e no repasse comercial de joias. Na ocasião, os ladrões levaram um anel avaliado em US$ 4 milhões e um cofre repleto de peças valiosas.

Na última semana, Kim Kardashian rompeu o silêncio e comentou o drama vivido. Desde o episódio, ela havia silenciado nas redes sociais. Em vídeo promocional para divulgar a nova temporada do reality show, que estreia em março no E! Entertainment, ela chora em conversa com as irmãs ao relembrar da noite.

O roubo, considerado o maior assalto de joias a um cidadão em Paris em duas décadas, ocorreu na madrugada do dia 3 de outubro. A esposa de Kayne West disse que achava que seria assassinada no dia. Ela foi algemada e trancada no banheiro. "'Vão atirar nas minhas costas'. Não há como sair, fico mal ao pensar nisso", disse Kim, às irmãs.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO