Patricia Pillar processa internautas que a ofenderam por apoiar Dilma

Atriz pretende pedir quebra de sigilo de usuários para rastrear ofensas na internet

por Diário de Pernambuco 10/01/2017 12:01
Rede Globo/Reprodução
Patrícia Pillar recebeu ofensas na internet por apoiar a ex-presidente Dilma Roussef. (foto: Rede Globo/Reprodução)
A atriz Patricia Pillar entrou na justiça para investigar ofensas recebidas por ela nas redes sociais. Ela procurou a Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), no Rio de Janeiro, para prestar queixa contra internautas que a hostilizaram por mostrar apoio à ex-presidente Dilma Rousseff, afastada do cargo no dia 31 de agosto de 2016. 

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da atriz, que confirmou que ela deve rastrear usuários específicos. ''As pessoas usam a internet para ofender e xingar achando que estão protegidas por um anonimato, mas a internet deixa rastros. O que a Patrícia fez foi pedir a quebra de sigilo dessas pessoas para entrar com um processo na Justiça'', disse a assessoria. 

Aos 52 anos de idade, a artista brasiliense da TV Globo não abre mão de comentar assuntos relacionados a política nas redes sociais. Desde a posse do presidente interino Michel Temer, Pillar tem se posicionado contra a PEC 55 e outras ações do governo. ''Um governo sem legitimidade, atolado até o pescoço em corrupção, não pode fazer reformas assassinas como a Reforma da Previdência, Reforma do Ensino Médio e a PEC 55 (PEC da morte). A única atitude digna é renunciar já! Fora Temer!!!'', escreveu ela em dezembro. 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO