Suspeitos de assaltar Kim Kardashian foram flagrados em câmera de segurança

Veículo francês divulga imagens exclusivas próximas ao hotel em que a socialite foi assaltada e flagra cinco homens fugindo do local

por Estado de Minas 20/10/2016 15:07

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Reprodução/Instagram
Kim sempre foi famosa por se exibir em redes sociais (foto: Reprodução/Instagram)

Os cinco suspeitos de assaltar a socialite Kim Kardashian, no início deste mês, em Paris, foram filmados por câmeras de segurança, quando fugiam do local do crime. A informação foi confirmada pelo canal francês M6, que divulgou o vídeo do momento da fuga com exclusividade. 


Na gravação, é possível ver a aproximação dos suspeitos ao local do crime, por volta das 2h19 (horário local), momento em que três deles passam em uma bicicleta e os demais a pé. Na sequência, cerca de 49 minutos depois, os mesmos homens são vistos deixando o lugar, discretamente. Todos vestem jaquetas, mas não é possível ver com clareza o rosto dos suspeitos, que também usavam capuzes e balaclavas. O último homem, que passa em uma bicicleta, aparenta ter um pacote pendurado no guidão, que poderia conter as jóias roubadas.

Em entrevista ao Daily Mail, o concierge do hotel há 6 anos, Abdulrahman, afirmou que havia apenas um guarda no local quando ocorreu o incidente e, ainda, questionou sobre as falhas graves de segurança aos clientes do hotel, que não são recentes.

 

"Não havia segurança real de fato. É uma escolha. O hotel não se preocupa com segurança. Nós falamos com eles por anos e anos que tinham que ter câmeras (de segurança) e um esquema de segurança para as chaves. Nada era trancado. Não havia segurança apropriada lá", afirma o funcionário. 

 

Kim estava na cidade para acompanhar a semana de moda e sofreu um assalto milionário em um quarto do luxuoso Hotel Pourtales, em que foi amarrada e teve uma arma apontada contra sua cabeça. Os criminosos levaram cerca de 10 milhões de dólares. O caso está sendo investigado pela polícia francesa, que não forneceu informações sobre os suspeitos, mas acredita que eles a seguiram por três dias.  

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO