Luigi Baricelli grava vídeo antes da chegada de furacão na Flórida: 'Gasolina e água já acabaram'

Furacão Matthew deixa 25 mortos no Caribe e segue para os Estados Unidos

por Fernanda Borges 06/10/2016 12:17

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP / BRUCE WEAVER
Chegada do furacão provocou corrida aos supermercados da Flórida (foto: AFP / BRUCE WEAVER )

Me preparando para o Furacão Matthew entrou na nossa rota. Àgua , gasolina e luz de emergência

Um vídeo publicado por Luigi Baricelli (@luigibaricelli) em


O ator Luigi Baricelli está entre os milhares de americanos que vivem a expectativa da chegada do furacão Matthew, que deve atingir a costa dos Estados Unidos nas próximas horas, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC). O ator, que mora na Flórida, gravou um vídeo aos fãs.

"Gasolina e água já acabaram na cidade. Você não tem mais água, não tem mais gasolina para abastecer. Vou mostrar para vocês o tumulto nos supermercados", disse.

O furacão Matthew, considerado o mais intenso a atingir o Caribe na última década, já deixou 25 mortos em sua passagem por Cuba, República Dominicana e Haiti e segue em direção às Bahamas e à Flórida, nos Estados Unidos.

A poucos quilômetros de distância, Jacksonville - a cidade de maior população da Flórida, com quase 900.000 habitantes - era cenário de um intenso movimento de compras em supermercados e já faltavam pilhas, lanternas e rádios sem fio.

As estantes de pão, água e enlatados estavam praticamente vazias.

Quatro pessoas morreram na República Dominicana e 21 no Haiti, o mais castigado até o momento. Devido aos temporais provocados pelo furacão, o país suspendeu as eleições presidencias marcadas para o próximo domingo (9).

Matthew atingiu o Haiti e o território cubano na última terça-feira (4), com ventos de 230 quilômetros por hora (km/h), devastando cidades e áreas de cultivo. Mesmo com menos intensidade, a tempestade caminha para as Bahamas com ventos de até 208 km/h e deve voltar a se fortalecer nas próximas horas, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC).

Estados Unidos

 O presidente norte-americano, Barack Obama, disse nesta quinta-feira (6) que a situação é "séria" e recomendou que todas as áreas sejam "evacuadas sem hesitação". Cerca de 2 milhões de pessoas devem deixar a região. O governador da Florida, Rick Scott, disse que o Matthew pode ser o furacão mais destrutivo no estado desde a passagem de Andrew, em 1992. (Com agências)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO