Homem que matou John Lennon tem pedido de condicional negado

Esta é a nona vez que Mark Chapman tenta liberdade em condicional

por Estado de Minas 29/08/2016 11:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
 
Segundo informações do New York Daily News, Mark David Chapman, o assassino de John Lennon, teve pedido de condicional negado pela justiça norte americana. Esta seria a nona vez que Chapman tenta recorrer da sentença. 

Desde o início do ano, Chapman teria recebido cinco cartas em favor de sua condicional. No entanto, Yoko Ono, a viúva de John Lennon, pediu para que ele seja mantido na prisão. 

O crime ocorreu em 8 de dezembro de 1980, quando Chapman matou Lennon com um tiro em Nova York, quando o ex-Beatle chegava em casa. 

Em 2014, durante uma audiência, Chapman alegou ter se arrependido do ato e se consideram um ''idiota'' por ter matado Lennon. Um novo pedido de condicional poderá ser feito em dois anos. 
 
 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO