Cena de 'assalto' a Gisele Bündchen na abertura da Olimpíada é cortada após críticas

Policiais perseguiriam um garoto com roupas simples após abordagem à modelo

por Diário de Pernambuco 02/08/2016 14:37
Reprodução/Facebook
Gisele já desembarcou no Rio de Janeiro nessa segunda-feira, 1º (foto: Reprodução/Facebook)

Uma polêmica cena na qual a modelo Gisele Bündchen seria abordada por um garoto com roupas simples foi cortada da cerimônia de abertura da Olimpíada.

 

Na passagem, a mais famosa modelo brasileira desfila em uma passarela futurista ao som de Garota de Ipanema, de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, quando o rapaz se aproxima. Ele é abordado e perseguido por policiais para defendê-la da "tentativa de assalto", mas é protegido por Gisele. A proposta seria passar uma mensagem de paz.

A sequência foi vista por 15 mil voluntários e jornalistas de veículos de comunicação que irão acompanhar os Jogos Olímpicos, no ensaio geral da abertura, e causou uma repercussão negativa. Os organizadores da cerimônia decidiram cortar a cena do espetáculo.

 

Gisele desembarcou no Rio de Janeiro nesta segunda-feira, 1º, acompanhada pelos filhos Benjamin e Vivian e dois seguranças. A modelo se recusou a participar da abertura em Londres, em 2012, mas aceitou o convite para marcar presença nos Jogos do Rio 2016. A cerimônia de abertura está marcada para esta sexta-feira, 5, a partir das 18h, no Maracanã, e será transmitida pela Rede Globo e nos cinemas.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO