Padre Fábio de Melo se desculpa após ser acusado de culpabilizar mulheres vítimas de agressão

Internautas resgataram o vídeo, que viralizou na internet

por Estado de Minas 28/06/2016 11:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Reprodução/Facebook
"Peço perdão. Eu nunca pretendi dizer que a vítima é culpada. Apenas salientei que a não denúncia reforça o agressor", argumentou o padre (foto: Reprodução/Facebook)
 

O Padre Fábio de Melo utilizou o Twitter mais uma vez para se desculpar pela repercussão negativa do vídeo de uma pregação feita em 2006. No vídeo, ele dá a entender que as mulheres são as culpadas por sofrerem violência doméstica.

"As mulheres que são agredidas fisicamente por seus maridos, no dia em que ela recebe a primeira agressão é ela que vai determinar para ele se ele vai ter o direito de agredí-la pela vida inteira ou não, é o jeito como ela olha para ele, não é nenhuma palavra, não é nenhum grito que vai dizer não me bata, mas é o seu jeito de ser mulher", disse ele no vídeo de 2006.

Na última segunda-feira, 27, os internautas resgataram o vídeo e o transformaram no novo viral das redes. Os brasileiros não deixaram o conteúdo passar batido e cobraram explicações do Padre através do Twitter.

"Peço perdão. Eu nunca pretendi dizer que a vítima é culpada. Apenas salientei que a não denúncia reforça o agressor. É muito desconfortável ser promotor do que abominamos. Culpar a vítima é abominável. Se fui infeliz na linguagem, resta-me retratar", disse Fábio de Melo em uma série de tweets. Acompanhe:


(Com Agência Estado)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO