Presidente turco critica agressão sofrida por fãs do Radiohead em loja de discos de Istambul

Fãs do grupo celebravam o lançamento do novo álbum do grupo britânico, "A Moon Shaped Pool", quando foram agredidos por 20 homens, que criticaram o barulho e o consumo de bebidas alcoólicas

por AFP 20/06/2016 12:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
OZAN KOSE / AFP
Confusão aconteceu no sábado, durante o evento (foto: OZAN KOSE / AFP)

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan criticou a agressão sofrida por fãs do grupo Radiohead por parte de extremistas na sexta-feira em Istambul, o que provocou protestos no país, mas ao mesmo tempo chamou de "erro" que os agredidos consumissem álcool durante o Ramadã.

"As duas partes são responsáveis na questão", disse Erdogan, segundo a agência de notícias Dogan.

"É equivocado o envolvimento em uma atividade que transborda para a rua em uma dia do Ramadã, assim como é equivocado usar a força bruta", afirmou o presidente da Turquia.

Vários fás do Radiohead que celebravam em uma loja de discos de Istambul o lançamento do novo álbum do grupo britânico, "A Moon Shaped Pool", foram agredidos por 20 homens, que criticaram o barulho e o consumo de bebidas alcoólicas.

O incidente deixou um ferido e provocou o protesto de 500 pessoas no sábado contra o autoritarismo do presidente turco. A manifestação foi reprimida com violência pela polícia, que usou gás lacrimogêneo e água, no bairro cosmopolita e boêmio de Cihangir.

Erdogan também criticou os que, segundo ele, "exploram este incidente lamentável" com fins políticos para denunciar seu governo.

Parte da imprensa turca viu na agressão uma motivação islamita e o resultado da intolerância crescente dos meios conservadores a respeito das diferentes maneiras de viver na Turquia, um país de maioria muçulmana mas oficialmente laico.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO