Ministério Público denuncia ex-BBB Laércio por estupro e tráfico de drogas

Designer de tatuagem está preso desde o dia 15 de maio e pode ser condenado a até 68 anos de prisão

por Diário de Pernambuco 15/06/2016 17:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Globo/Reprodução
Participante foi eliminado do Big brother Brasil após ser chamado de pedófilo por Ana Paula. (foto: Globo/Reprodução)

O Ministério Público do Estado do Paraná denunciou o ex-BBB Laércio de Moura pelos crimes de fornecimento e tráfico de drogas e estupro. O designer de tatuagem, de 53 anos, está preso desde o dia 16 de maio. O inquérito aponta dois estupros em uma vítima e uma tentativa em outra, de acordo com o jornal Extra. Ele pode ser condenado a até 68 anos de prisão.

A investigação policial engloba os levantamentos feitos pela delegada Daniela Corrêa Antunes Andrade, do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente, e provas encontradas em computadores, celulares e outros arquivos de mídia de Laércio.

O participante da edição deste ano do Big brother Brasil foi detido no dia 15 de maio, em Curitiba, no Paraná e preso no Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente. Ele foi acusado pelo crime de estupro de vulnerável e por fornecer bebida alcoólica a adolescentes.

Após a prisão, a Polícia Civil divulgou trechos de conversas de 2012 entre ele e uma adolescente, que na época tinha apenas 13 anos. Nas mensagens trocadas pela internet, ele fala de fetiches e faz convites para beber e transar. A garota revela que a mãe está desconfiada da relação dos dois.

Qualquer relação com menores de 14 anos, de acordo com a legislação brasileira, é classificada como estupro de vulnerável, independentemente de possíveis consentimentos da criança ou adolescente. Os diálogos travados com a jovem geraram indignação entre os internautas.

Durante a participação no BBB, antes das denúncias virem a público, Laércio gerou polêmica ao dizer que gosta das "novinhas". Ainda no confinamento do reality show global, ele foi acusado de pedófilo pela participante Ana Paula, contra quem disputou o paredão e foi eliminado.

Nas redes sociais, ele costumava o designer de tatuagem compartilhava imagens sensuais de meninas adolescentes. Laércio de Moura confessou ser ebófilo, ou seja, ter atração sexual por adolescentes.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO