'Me senti enganada a vida toda', diz cantora Maria Rita sobre a morte da mãe, Elis Regina

Artista foi a primeira convidada do novo programa da jornalista Marília Gabriela, o 'TV Mulher', exibido pelo Canal Viva.

por Agência Estado 01/06/2016 19:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcelo Tabach/Viva
(foto: Marcelo Tabach/Viva)
Na última terça-feira, 31, ocorreu a estreia do novo programa da jornalista e apresentadora Marília Gabriela, o 'TV Mulher', exibido pelo Canal Viva. A primeira convidada para o bate-papo com Gabi foi a cantora Maria Rita, que foi acompanhada da filha de 3 anos para a gravação no estúdio.

Marília iniciou o programa lendo uma carta de própria autoria para Elis Regina, mãe de Maria Rita. Na carta, a apresentadora comentou sobre todas as suas mudanças e avanços desde que Elis participou do primeiro episódio do programa original, em meados dos anos 1980, além de destacar as vitórias das mulheres durante esses mais de trinta anos que se passaram.

Visivelmente emocionada, Gabi redirecionou o fim da carta para a filha de Elis, a convidada Maria Rita: "Sua filha cresceu e tem um tremendo talento. Ela veio aqui como você um dia veio e eu me comovo só de pensar", destacou a jornalista.

Durante a entrevista, Maria Rita comentou sobre o momento em que era apenas uma adolescente de 12 anos, quando descobriu que sua mãe não havia morrido de um ataque cardíaco, como lhe contaram.

"Quando eu descobri foi complicado, eu me senti enganada a vida toda, fiquei com muita raiva na hora, dessa mentira por ela ter usado drogas", desabafou Maria.

Elis Regina morreu aos 36 anos após uma overdose. "Sempre tive consciência da grandeza dela, as pessoas me paravam e choravam, a ausência dela era indício de seu tamanho", completou a filha de Elis.

Maria Rita, que é formada em Comunicação Social, comentou sobre a inevitável comparação: "O início da minha carreira musical foi difícil, eu sabia que cantar por cantar me destruiria, então fui com cautela. Era comparação, agressividade, mas tinha muito colo de pessoas como você e Hebe Camargo", finalizou Maria mencionando o apoio de Marília Gabriela.

Quando perguntada se havia algum tipo de mágoa, Maria foi direta: "O início foi cruel, mas eu me alimentei disso para o meu fortalecimento. Não dá pra julgá-la, eu já a perdoei há muito tempo".

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO