Bill Cosby volta aos tribunais dos EUA por denúncia de agressão sexual

O ator americano de televisão, de 78 anos, é acusado por crimes cometidos em 2004.

por AFP 24/05/2016 17:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Getty Images / AFP
(foto: Getty Images / AFP)
O astro americano de televisão Bill Cosby voltou nesta terça-feira aos tribunais da Pensilvânia (leste dos Estados Unidos) para uma audiência preliminar pelo único caso de agressão sexual em andamento da série de acusações formuladas contra ele, a maioria delas há décadas.

Denunciado por dezenas de mulheres, o ator de 78 anos foi acusado no dia 30 de dezembro de agressão sexual agravada por fatos que remontam ao início de 2004 envolvendo Andrea Constand, uma ex-funcionária da Universidade de Temple na Pensilvânia.

Na audiência desta terça-feira, o procurador do condado de Montgomery, Kevin Steele, deve convencer a juíza Elizabeth McHugh de que existem elementos suficientes para levar o julgamento adiante.

Cosby, de terno cinza, camisa branca e gravata, chegou ao tribunal pouco antes das 09h30 locais (10h30 de Brasília), constatou a AFP. Depois de ter sido denunciado pela jovem Constand em uma instância civil poucos meses depois dos fatos, Cosby se pronunciou antes de alcançar um acordo financeiro em 2005.

O procurador se apoiou nos trechos desta velha audiência verbal para acusar Bill Cosby. Segundo os advogados do ator, o procurador violou o compromisso que havia assumido no fim de 2005 de não processar o ator se ele aceitasse depor. Se for declarado culpado, Cosby pode ser condenado a 10 anos de prisão e a uma multa de 25.000 dólares.

Cosby, que foi uma das figuras mais populares da televisão de seu país, sempre rejeitou as acusações feitas contra ele. Muitas destas denúncias não podem ser levadas à justiça porque prescreveram. O caso aceito pelo Ministério Público ocorreu dentro do limite de 12 anos definido pela lei.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO