"Todo mundo quer ser chef de cozinha, mas ninguém quer cozinhar", declara Erick Jacquin para a Playboy

Próxima edição da revista, que chega às bancas no próximo dia 17, traz uma entrevista inédita com o jurado do MasteChef

por Estado de Minas 10/05/2016 08:54

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

A próxima edição da revista Playboy, que chega ás bancas no próximo dia 17, traz uma entrevista com o chef Erick Jacquin.


O jurado do MasterChef Brasil, na Band, fala de gastronomia, críticas e até leis trabalhistas.

"Todo mundo quer ser chef de cozinha, mas ninguém quer cozinhar." A frase de Jacquin mostra que o carregado sotaque francês não o impede de falar o que pensa.
Band/Divulgação
Na entrevista, Jacquin fala de gastronomia, críticas e até leis trabalhistas (foto: Band/Divulgação )

Nesses 20 anos morando no Brasil, o chef não se limitou ao cenário gastronômico. Em mais de seis horas de conversa com a repórter Natalia Horita, Jacquin mostrou que é um homem que tem opinião. E opinião sobre tudo!

Leia algumas declarações:
Sobre críticas - "Todo mundo quer ser jornalista. Os blogs por exemplo. Tem cara que fala mal de todo mundo, mas não escreve o nome dele. Ele se acha o que? Crítico gastronômico? Todo mundo quer ser cozinheiro, todo mundo quer ser fotógrafo, é moda. Todo mundo quer ser chef de cozinha, mas ninguém quer cozinhar."

Sobre seu temperamento explosivo - "Nunca joguei um prato em cima de alguém. O problema é que sou muito exigente."

Sobre leis trabalhistas - "É uma ditadura esse negócio de carteira de trabalho no Brasil. A diferença entre o Brasil e a França é que aqui ninguém reforma as leis trabalhistas, são as mesmas dos tempos dos coronéis".
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO