Evangélica e homofóbica, filha de Silvio Santos diz que 'homossexualismo não é normal'

Discurso da filha do dono do SBT foi durante participação no programa Jogo dos pontinhos

por Agência Estado 09/05/2016 09:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Leticia Moreira/Divulgacao
(foto: Leticia Moreira/Divulgacao)
A apresentadora Patrícia Abravanel está entre os assuntos mais comentados do Twitter desde a noite de domingo, 8. E o motivo foi sua participação no Programa Silvio Santos. Ela disse ser contra o fato de homossexualidade ser tratada como algo normal nos dias de hoje.

Tudo começou quando Silvio Santos falou sobre o filme Carol (2015) – cujo enredo aborda uma relação amorosa entre duas mulheres–, e disse não ter gostado da história. A partir de sua opinião, ele perguntou aos participantes do quadro Jogo dos Pontinhos se eram a favor ou contra duas mulheres se amarem como se fossem um casal.

A filha do dono do SBT fez um discurso que não foi bem visto pelos telespectadores. Evangélica, ela disse ser contra esse tipo de relação ser tratada como algo normal.

"Li numa revista que hoje um terço dos jovens se relaciona com pessoas do mesmo sexo. Eu acho muito um terço, mesmo sem saber se a opção (sic) deles é real. Eles experimentam", disse ela, interrompida por Silvio Santos, que perguntou se na Bíblia havia algum trecho que se oponha à relação gay. "Calma, que eu não quero falar de religião. Acho que o jovem é muito ainda imaturo para saber o que quer. A gente tem que firmar que homem é homem, e mulher é mulher, entendeu? Acho que não é legal ser superliberal", respondeu.

Ela tentou citar seu filho, Pedro, de 1 ano, mas seu pai a interrompeu novamente fazendo gracejos, e ela retomou o discurso. "Acho que a gente tem que ensinar para o jovem de hoje que homem é homem, e mulher é mulher. E se por acaso ele tiver alguma coisa dentro dele que fale diferente, aí tudo bem. O que está acontecendo é que estão falando que tudo é normal, tudo é bonito, o jovem acaba experimentando coisas que pode vir eventualmente a se arrepender depois. Então eu sou contra ficar propagando em rede nacional que isso é uma coisa super... eu sou contra."

Silvio voltou a interrompê-la, colocando a filha contra a parede e questionando se o que ele estava fazendo era uma propaganda do relacionamento gay. "Você está propagando, sim. Porque não é uma coisa normal. Hoje, eu falar que sou contra, eles vão me apedrejar. Eu não sou contra o homossexualismo [sic], eu sou contra falar que é normal. E outra, mulher com mulher não é tão legal assim, eu acho. Não tem aquele brinquedo que a gente gosta bastante, não dá para brincar direito", encerrou, arrancando risos do pai e deixando os colegas de programa visivelmente constrangidos.

A atriz Lívia Andrade, que também participa do quadro do Programa Silvio Santos, disse não ter assistido ao filme Carol, citado pelo patrão, mas manifestou uma opinião completamente oposta à da filha do patrão.

"Acho bonito quando duas mulheres se amam como duas mulheres. Sou a favor porque o mundo é uma coisa livre. Cada um escolhe o que quer, opção sexual, religião, e o que vai fazer da vida. Cada um com seus problemas e as pessoas tem que respeitar as escolhas", disse.

Nas redes sociais, os fãs não perdoaram o discurso de Patrícia Abravanel e manifestaram suas opiniões.

 

 

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO