Terceira temporada do MasterChef estreia com candidatos interessantes

Reality show gastronômico da Band teve quase 400 mil menções no Twitter durante a exibição

por Correio Braziliense 16/03/2016 09:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução/Band
(foto: Reprodução/Band)

A estreia da terceira temporada do MasterChef Brasil não teve absolutamente nada de novo... Mas para que? Se a gente estava justamente com saudades desse formato de sucesso! Tivemos pré-candidatos nervosos, jurados fofos e rígidos na medida certa, pratos que nos deram vontade de avançar na tevê e, claro, Paola Carossela chorando aos montes... E como ela é fofa... Como é bonito ver o carinho que ela tem pelo ofício (tanto que ficamos em pânico quando ela cogitou deixar o programa na temporada passada)!

O programa começou com 75 pré-candidatos para as audições que levarão os finalistas à cozinha oficial do MasterChef Brasil. Ao todo, foram mais de 25 mil inscritos para esta temporada. O interesse é traduzido no nível de popularidade da atração na internet. Só neste primeiro episódio, foram cerca de 400 mil menções no Twitter para o reality show gastronômico da Band, deixando para trás o paredão que eliminou Renan do Big Brother Brasil na noite desta terça-feira.

No comando da atração, Ana Paula Padrão (com novo look) está cada vez mais à vontade. Ela é muito boa como fio condutor dos dramas pessoais dos participantes, arrancando risadas e lágrimas. Foi difícil segurar o choro quando conhecemos um pouco mais da história da cozinheira amadora Gleice, de 19 anos. Moradora de uma comunidade violenta em São Paulo, ela teve o irmão morto na porta de casa uma semana antes da audição para o programa. Eles tentariam a vaga juntos. Mesmo assim, Ana Paula segurou a emoção e conseguiu dar confiança à garota, que acabou recebendo o avental (passaporte para a próxima etapa) ao apresentar um quindim aos jurados.
Reprodução/Band
(foto: Reprodução/Band)

Outros que também impressionaram o trio - Paola Carossela, Henrique Fogaça e Erick Jacquin - foi um modelo gaúcho, com seu "Frango perfeito", e a barbeira Analu, com um Filé Chateaubriand. No total, 17 cozinheiros amadores foram aprovados nesta estreia, com destaque para a fofíssima Dona Maria! Provável candidata à favorita desta edição (posto ocupado pela chinesa Jiang no ano anterior), esta simpática italiana de 72 anos conquistou os jurados pelo sabor de seu Tagliatelli ao pesto e o público pelo sorrisão e sinceridade. Ela roubou a cena ao confessar que detesta as tatuagens de Fogaça, arrancando gargalhadas dos colegas.

É claro que as críticas não faltaram. Espectadores masoquistas (como eu) adoram ver os jurados esculachando as receitas dos aprendizes em potencial. "Você acha que eu sou palhaço? Porque isso só pode ser uma piada", exclamou Fogaça. "Isso só pode ser uma comida do capeta", comentou Jacquin. Entre os candidatos sem noção, de tudo um pouco: uma "bruxa" que jogou tarô para o chef francês e apresentou um simples frango xadrez; uma baiana que puxou o violão e cantou uma música (horrível) para os jurados, enquanto servia um xinxim de galinha; e um grafiteiro que deu o nome de "Procurando Nemo" à sua receita, diante de tamanha confusão dos elementos no prato.

Para Paola, como sempre, sobraram as melhores observações e dicas. E, como não poderia deixar de ser, muito choro. Ela caiu em lágrimas ao ganhar um leque da cearense Rosana - uma figura muito interessante, mas que acabou eliminada ao servir uma sopa de vôngole com areia. Mas a chef argentina se desmanchou mesmo quando ganhou um véu com a bandeira do Brasil da participante capixaba Vanessa, que acabou aprovada. Foi Paola também que desafiou a participante carioca Lívia numa miniprova de bater claras em neve.
Reprodução/Band
(foto: Reprodução/Band)

Esta terceira edição do reality terá a duração de seis meses (dois a mais que as anteriores) e 21 finalistas. O vencedor do programa leva o prêmio de R$ 150 mil, uma bolsa de estudos na escola de gastronomia Le Cordon Bleu (em Paris) e um troféu. O segundo episódio vai ao ar na próxima terça-feira, na Band, a partir das 22h30. Quem perdeu pode assistir aos melhores momentos da estreia no aplicativo da emissora para smartphones.

Entenda a primeira etapa


Dos 25 mil inscritos, 500 pessoas tiveram a oportunidade de fazer testes presenciais com a equipe culinária do reality. Mas apenas 75 candidatos – 34 mulheres e 41 homens, de 10 estados diferentes – foram convocados para terem os pratos avaliados pelos chefs. Desses, somente 46 seguirão para a segunda seletiva, chamada de Bootcamp, onde enfrentaram tarefas técnicas e provas de criatividade. Os três primeiros episódios desta nova temporada vão mostrar como foi essa grande seleção, que escolherá os 21 competidores que vão entrar na cozinha oficial do programa.

Aquecimento

A Prévia MasterChef (programete exibido antes do episódio) é um show à parte. Quem comandou o primeiro episódio foi o segundo colocado da segunda edição, Raul, que participou do novo quadro, o "Desejos da Jiang", onde faz um prato especial para a participante mais querida de todas as temporadas. Para quem não sabe, Jiang (que é contratada da Band como repórter da atração) está grávida da primeira filha, Cecília, e está prestes a dar a luz.

A Prévia ainda teve um vídeo com Lorenzo (vencedor do MasterChef Junior) ensinando uma receita de hambúrguer com chips de banana e uma reportagem de Jiang na coletiva de apresentação da terceira temporada do reality, entrevistando diretores e os jurados.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO