Caitlyn Jenner quer ser ''embaixadora'' da causa trans em governo republicano

Ex-medalhista olímpica reconhece que democratas são mais favoráveis à pauta LGBT, mas manifesta apoio franco a Ted Cruz, rival de Donald Trump

por AFP 05/03/2016 09:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

A ex-medalhista olímpica Caitlyn Jenner está disposta a se tornar "embaixadora" de temas relacionados à comunidade transexual caso o senador ultraconservador Ted Cruz torne-se o próximo presidente dos Estados Unidos. "Eu gosto de Ted Cruz", contou à revista The Advocate, em uma entrevista publicada nesta sexta-feira. "Creio que seja muito conservador, um grande constitucionalista e um grande orador", completou.

AFP / ADRIAN SANCHEZ-GONZALEZ
Apesar de reconhecer Ted Cruz como ''possivelmente um dos piores em temas sobre transexuais'', Caitlyn apoia o pré-candidato a presidência por ser ''conservador e grande constitucionalista'' (foto: AFP / ADRIAN SANCHEZ-GONZALEZ )
"Não o apoiei nem nada por seu estilo; acredito que seja um cristão evangélico e possivelmente um dos piores em temas sobre transexuais", reconheceu.


O senador — que já venceu em quatro estados nas internas de seu partido, mas continua longe do empresário Donald Trump — não esconde sua reprovação em relação ao casamento gay, o aborto e outros temas sociais. "Os democratas são melhores com este tipo de coisa, eu entendo", afirmou Jenner, de 66 anos, que ganhou medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Montreal em 1976.

"Você será a embaixadora de assuntos transexuais de Ted Cruz?", perguntaram na publicação. "Sim", respondeu. Jenner considera que os republicanos devem recuperar a Casa Branca depois de oito anos do governo de Barack Obama.

 

"Se não temos um país que funciona, não haverá espaço para questões transexuais. Precisamos de emprego, de uma economia forte. Quero que cada pessoa trans tenha um trabalho", apontou.

"O socialismo não construiu este país", assegurou, referindo-se ao aspirante democrata Bernie Sanders, que disputa a candidatura democrata com Hillary Clinton.

 

O responsável foi "o capitalismo, a livre imprensa. Construiram-no as pessoas e elas devem ter a oportunidade de voltar a fazê-lo", completou. O Partido Republicano escolherá, em meados de julho, seu candidato para as presidenciais de 8 de novembro.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO