Vencedor do Oscar acusa Sam Smith de assediar seu noivo

Dustin Lance Black mandou recado para cantor britânico, que estaria de olho no nadador Tom Daley

29/02/2016 12:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Ao declarar-se o primeiro gay assumido a vencer um Oscar, Sam Smith comprou briga com aquele que é não apenas com o verdadeiro detentor do título, mas também seu rival afetivo. Nesta segunda-feira, 29, o roteirista norte-americano Dustin Lance Black rebateu a afirmação feita no domingo pelo cantor, que pôs as mãos no troféu de Melhor canção pelo tema de 007 contra Spectre.

JUSTIN TALLIS/FREDERIC J. BROWN/AFP PHOTO
Dustin Lance Black (ao centro) com o noivo, Tom Daley: venceu Oscar antes de Smith (esquerda) (foto: JUSTIN TALLIS/FREDERIC J. BROWN/AFP PHOTO)
"Ei Sam Smith, se você não tem ideia de quem eu sou, talvez seja hora de parar de mandar mensagens para meu noivo", escreveu Dustin no Twitter. Na mesma postagem, Black incluiu link para um vídeo do discurso de agradecimento pelo Oscar de Melhor roteiro original, que recebeu em 2009.

 

Além de ter sido premiado pela trama de Milk - A voz da igualdade (2008), o escritor mantém um relacionamento com o medalhista olímpico Tom Daley desde 2013 — um galã das piscinas que, segundo o roteirista, vem sofrendo com o assédio do britânico Smith.

 

Além de alfinetar o cantor por suas supostas tentativas de aproximação com o noivo, Dustin quis salientar que Sam Smith foi injusto ao se apresentar como o primeiro vencedor abertamente gay da premiação. "Conhecer nossa história LGBTQ é importante. Nós nos erguemos nos ombros de inúmeros homens e mulheres corajosos que abriram o caminho antes de nós", completou o roteirista, via Twitter.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO