Are you the one?: na versão brasileira do reality, participantes devem reconhecer a cara-metade para faturar R$ 500 mil

Combinações amorosas são testadas em 20 solteiros

por Ana Clara Brant 28/02/2016 10:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

MTV/Divulgação
(foto: MTV/Divulgação)
O que você faria se o seu par ideal estivesse bem diante de você? É esse o mote do reality Are you the one?, versão brasileira da MTV do programa de mesmo nome exibido nos Estados Unidos e que por aqui estreou recentemente a sua segunda temporada.


Com apresentação do ator Felipe Titto, na atração, os participantes devem encontrar seus pares por meio de combinações amorosas que são testadas e colocadas à prova ao longo do programa, que é ambientado num casarão do Rio de Janeiro. Os casais ideais foram formados previamente – sem conhecimento dos 20 solteiros e solteiras participantes – por meio de um rigoroso processo de matchmaking, conduzido por uma equipe de psicólogos. Caberá ao grupo acertar todos os 10 pares para faturar o prêmio de R$ 500 mil.

“A seleção é bastante extensa e é realizada com vários candidatos pré-selecionados antes do início do programa. Primeiramente utilizamos um software de perguntas e respostas, criado por nós mesmos, que nos fornece uma noção prévia da compatibilidade. Depois iniciamos um processo de avaliação psicológica que consiste em uma entrevista detalhada sobre o candidato e um teste psicológico (aprovado pelo CFP – Conselho Federal de Psicologia) que nos aponta aspectos importantes da personalidade”, explica a psicóloga e psicanalista Lia Luz, uma das responsáveis pela definição dos matches (pares ideais) do reality.

MTV/Divulgação
Mineiro Paulo Roberto é jogador de futebol e participante do programa (foto: MTV/Divulgação)
A cada episódio, os 20 participantes encaram o desafio da semana. Os vencedores faturam um passeio sensacional e ficam a um passo de ser contemplados com a famosa cabine da verdade: por meio de uma votação, o grupo decide que dupla será revelada como um par ideal ou incompatível. Quem encontra sua alma gêmea, segue para a lua de mel fora da casa. Mas se dois não formarem um casal perfeito, a busca pela sua cara-metade recomeça. Na cerimônia dos pares, fachos de luz confirmam quantos casais corretos estão formados – sem, no entanto, revelar quais são eles. Nesta temporada, a cerimônia dos pares tem uma grande novidade: se nenhum par for formado, o grupo inteiro perde R$ 100 mil do prêmio final. Até o fim da temporada, todos têm até 10 chances de encontrar seus pares, do contrário, não faturam a premiação coletiva.

Diversidade de tipos Entre os participantes, estão indivíduos de várias profissões, como estudantes, publicitários, artistas, empresários e biólogos. Lia Luz afirma que cada um possui características bem próprias e individuais, no entanto, alguns aspectos são semelhantes. “Extroversão, facilidade de relacionamento interpessoal e desinibição são pontos em comum”, frisa. O jogador de futebol mineiro Paulo Roberto, de 27 anos, filho do ex- lateral Paulo Roberto Prestes, foi um dos selecionados.

O atleta, que já teve passagens pelo Tupi, pelo Atlético e atualmente defende o Anápolis (GO), conta que recebeu o convite da produção quando um nude seu teve grande repercussão na internet. “Como nós gravamos numa época em que eu estava de férias, eu topei. Eu nem conhecia o Are you the one?, mas achei uma experiência única e bacana. Por estar confinado com pessoas que nunca vi, a gente aprende a conviver com as diferenças e a respeitar mais o outro”, acredita.

Por contrato, Paulo não pode revelar qual foi o desfecho da atração, que já teve as gravações finalizadas, mas adianta que ainda mantém contato com boa parte dos demais participantes. “Ali dentro, o desafio é encontrar o equilíbrio entre o lado racional e o passional, mas no fim das contas acho que a razão pesa mais. As garotas com quem eu mais me identifiquei e gostei não eram o meu par ideal, e isso tinha que ser levado em conta para que a gente conquistasse o prêmio”, comenta.

Are you the one? Brasil TV, domingo, às 19h30

Três perguntas para...


Lia Luz
psicóloga, psicanalista do reality Are you the one? Brasil, da MTV

1 - O que leva as pessoas a participarem de um programa como esse?
É muito comum vermos os participantes de reality shows em busca de uma autopromoção e visibilidade midiática. Mas o Are you the one? Brasil tem um diferencial: observamos que os candidatos chegam muito motivados em encontrar seu par ideal e a oportunidade de viver um grande romance. Parece que muitos enxergam no programa a chance de ajuda profissional para encontrar o amor.

2 - O que conta mais no Are you the one?, a razão ou o coração?

Durante o jogo, os participantes tentam fazer com que a razão fale mais alto pelo desejo de ganhar o prêmio e a necessidade que o programa coloca de se trabalhar em equipe para conquistar uma mesma recompensa. Acompanhando os episódios, podemos notar que a maior dificuldade é deixar a razão agir sem ser ‘incomodada’ pelo coração, que teima em dar seus palpites e confundir a estratégia estipulada por cada um.

3 - Qual a razão do sucesso do programa?
Parece que, mais do que acompanhar a vida de 20 pessoas confinadas numa casa longe do resto do mundo, o desafio de procurar seu par ideal entre tantas pessoas encanta o público. O programa parece colocar o espectador bem próximo a uma experiência real e cotidiana, afinal, como podemos saber se aquela pessoa que você cruza no ponto de ônibus diariamente não é a pessoa ideal para você? E mais, como às vezes a pessoa ideal está tão perto e diante dos seus olhos e mesmo assim você não a enxerga? Talvez a surpresa e a imprevisibilidade da vida estejam muito bem retratas no dia a dia desse reality show.
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO