Vanessa Giácomo fala sobre a virada de Tóia em 'A Regra do Jogo'

Nos próximos capítulos, personagem provoca incêndio para matar Romero (Alexandre Nero), confessa seu crime e se entrega à polícia

por Agência Estado 17/02/2016 14:31

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Gshow/Reprodução
"Chatóia": como a maior parte das heroínas passadas para trás, personagem de Giácomo sofreu duras críticas de telespectadores (foto: Gshow/Reprodução)
Desde que 'A Regra do Jogo' estreou, Tóia, a mocinha interpretada por Vanessa Giácomo, foi enganada diversas vezes por Romero (Alexandre Nero). E, como a maior parte das heroínas passadas para trás, sofreu duras críticas de telespectadores - principalmente nas redes sociais. Ganhou até o apelido de "Chatóia". Mas esta fase, definitivamente, passou. Nos próximos capítulos, ela provoca um incêndio para matar o ex-vereador (só que ele ressurge vivo depois); chantageada, dá toda a sua fortuna para a vilã Atena (Giovanna Antonelli); confessa seu crime e se entrega à polícia. Uma virada que promete movimentar a reta final da novela das 21h da Globo. Porém, não surpreende sua intérprete.

"Sempre tentamos fazer dela uma mulher que ia atrás dos seus sonhos, guerreira. Tóia nunca foi uma mocinha romântica tradicional", defende Vanessa.

Na trama, influenciada por Atena, Tóia dopa Romero e coloca fogo no cativeiro em que o bandido a manteve presa. Depois, a mocinha diz à polícia que o fogo foi acidental. Uma passagem de tempo acontece e Atena reaparece na vida de Tóia para chantagear a rival, já que pode denunciá-la pelo crime. A heroína então decide transferir não o que a integrante da facção quer, mas toda a sua fortuna. E, com a consciência pesada, resolve também se entregar à polícia.

"Eu sou muito ansiosa, fico esperando o que vem do autor, cada capítulo chegar", conta Vanessa, empolgada.

A atriz, que tem 32 anos e nasceu em Volta Redonda (RJ), diz que nunca se incomodou com críticas do público à personagem. Afinal, nunca esteve em discussão seu talento ou capacidade de atuação. Para Vanessa, os comentários sempre foram resultado do próprio interesse desses telespectadores no folhetim.

"Recebi tudo numa boa. Acho que as pessoas se envolvem tanto com a trama que ficam com raiva do que estão vendo. É natural em uma novela, até que a história seja concluída. Estou esperando o desfecho que o João (Emanuel Carneiro, autor) vai dar aos personagens", explica.

Em 'A Regra do Jogo', Tóia vivia um amor intenso com Juliano (Cauã Reymond), mas suas desconfianças em relação à índole do sogro Zé Maria (Tony Ramos) sempre prejudicaram a vida do casal. Cada vez mais convicta de que o pai do noivo era um bandido e confiando cegamente no falso altruísmo de Romero, o caminho natural foi se envolver com o ex-político e se afastar de Juliano. Agora, na reta final, Vanessa não tem ideia de como anda a torcida do público.

Às vésperas de encerrar mais um trabalho como protagonista - sua estreia na TV, em 2004, já foi nesse posto, ao interpretar a personagem-título da novela 'Cabocla', na Globo -, Vanessa garante que nunca mudou em função de seu sucesso na profissão. A atriz é taxativa ao dizer que faz tudo que tem vontade e que odeia ter de se privar de algo que gosta em função de ser uma pessoa pública.

"Tem gente que ama se ver o tempo todo nas revistas, mas eu não tenho essa necessidade. É importante, guardo matérias legais que fiz, mas gosto de uma vida simples. Meus momentos mais felizes estão na simplicidade, quando encontro meus amigos de infância ou faço as coisas mais bobas", afirma.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO