Acusado de abuso sexual, comediante Bill Cosby se entrega à polícia nos EUA

Ator foi liberado mediante fiança de US$ 1 milhão. Cosby não recorreu da sentença de aparecer diante de um juiz

por Estado de Minas 30/12/2015 19:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Montgomery County Police / AFP PHOTO
(foto: Montgomery County Police / AFP PHOTO)
Indiciado em caso de agressão sexual pela Justiça norte-americana, o humorista Bill Cosby se entregou às autoridades nesta quarta-feira, 30.

O ator, que é alvo de processo por um suposto caso de agressão sexual a uma mulher em 2004, se entregou ao Departamento de Polícia de Cheltenham, no estado da Pensilvânia, Estados Unidos.

Cosby foi liberado mediante fiança de US$ 1 milhão, e teve de deixar seu passaporte com as autoridades, para que não deixe o país. O comediante não recorreu à convocação de aparecer diante de um juiz em uma audiência, marcada para o dia 14 de janeiro.

"O senhor Cosby foi indiciado por agressão indecente agravada", indicou o promotor-assistente Kevin Steele ao se referir à acusação contra o ator de 78 anos em uma coletiva de imprensa em Norristown, a 10 km de Filadélfia.

A mulher que denunciou Cosby trabalhava na Universidade de Temple e a agressão teria acontecido na casa do ator em 2004. Cosby, de 78 anos, foi convocado a se apresentar à juíza Elizabeth McHugh na tarde dessa quarta-feira, segundo o promotor.

"Na noite em questão, o senhor Cosby insistiu para que ela tomasse pílulas dadas por ele e a tomar vinho. Seu efeito a tornou incapaz de mover-se e de responder a suas investidas. Ele então cometeu uma agressão indecente agravada contra ela", explicou Steele.

"A justiça considera que o acusado comete algum tipo de penetração vaginal, penetração utilizando seus dedos, e que a pessoa faz isso sem o consentimento da denunciante", acrescentou.

Cosby, que foi umas das figuras mais populares da televisão de seu país, foi acusado de agressão sexual por cerca de cinquenta mulheres, mas sempre negou as acusações. Muitas dessas denúncias não podem ser levadas à justiça por já terem prescrito. O caso aceito pela promotoria aconteceu dentro do limite de 12 anos apontado pela lei, afirmou Steele.

Segundo o promotor, Cosby teria tentado abusar sexualmente da vítima em outras duas ocasiões, mas sem sucesso.

(Com informações da AFP)

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO