'Escolinha do Professor Raimundo' ganha remake em nova temporada

Humorístico criado por Chico Anysio estreia na segunda à noite, no Viva

por Estado de Minas 22/11/2015 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Globo/Viva/Divulgação
(foto: Globo/Viva/Divulgação)

Os 50 anos da Globo, completados em abril, motivaram a emissora a fazer diversas homenagens aos produtos e profissionais que fizeram parte de sua história E nada mais justo do que separar uma parte dessa programação a um dos humoristas mais importantes da história do país: Chico Anysio. O resultado é uma parceria com o canal pago Viva para uma nova temporada de Escolinha do Professor Raimundo, que será exibida, em momentos diferentes, pelas duas emissoras. Estreia amanhã, às 23h15, no Viva,

Com direção-geral de Cininha de Paula, o projeto reúne alguns dos principais atores da Globo, entre eles Bruno Mazzeo, filho de Chico e responsável por desempenhar agora o papel que ficou marcado pela atuação de seu pai. “Estou tão anestesiado que ainda não caiu a ficha”, diz Mazzeo. “Dá uma emoção muito grande ver que valeu a pena tudo que meu pai fez em seus 80 anos de vida e 70 de carreira.”


Sucesso A produção comemora também os 25 anos da estreia da Escolinha... como programa independente na Globo, em agosto de 1990. Antes, tratava-se apenas de um quadro do Chico City, exibido semanalmente entre 1973 e 1980, e depois do Chico Anysio show, de 1982 a 1990. Em 2010, o humorístico voltou ao ar entre os escolhidos para ocupar os horários de reprises do próprio Viva, tornando-se um dos principais sucessos de audiência do canal pago.

“Antigamente, o programa era diário, uma quantidade absurda de texto. Agora, queremos que o elenco desenvolva e interaja cada vez mais. Proporcionar um clima de descontração entre eles, de curtição por estarem ali”, explica Daniel Adjafre, que assina com Péricles Barros o texto final e chegou a participar da versão original do humorístico, em 2001, seu último ano de exibição.

O elenco escalado para a homenagem reúne diversos nomes. “Acho que os personagens estão bem representados e Chico Anysio curtiria essa seleção”, avalia Cininha de Paula, que trabalha sob o comando do diretor de gênero Ricardo Waddington. “Optamos por um elenco novo, apesar de alguns intérpretes da primeira versão estarem vivos. É uma grande homenagem a todos que brilharam, póstuma e em vida também.”

Com plateia A intenção da Globo e do Viva era produzir uma temporada com sete novos episódios do humorístico. Uma diferença em relação ao programa original é a presença de plateia, que sempre foi uma vontade de Chico Anysio. A estreia será primeiro na TV paga, amanhã, em cinco episódios diários. Já a Globo reserva a produção para exibir apenas a partir de dezembro, aos domingos, sendo que dois episódios inéditos serão exibidos exclusivamente por ela.

“São personagens extremamente populares da nossa cultura e da nossa sociedade. Estamos homenageando e usando todas as ferramentas como atores: emoção, memória e técnica, com uma coisa a mais que é um sentimento chamado saudade”, afirma Marcos Caruso, emocionado, depois de gravar algumas cenas como o inesquecível Seu Peru, papel interpretado por Orlando Drummond na versão original.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO