Tumulto, gritaria e declarações apaixonadas na assinatura de divórcio entre Joelma e Chimbinha

"Foi muito difícil reencontrá-la depois de um mês. Estou torcendo muito pelo sucesso dela", disse o guitarrista

por Marina Simões 09/11/2015 12:37

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Calypso/ Divulgação
(foto: Calypso/ Divulgação)
Após meses de desentendimentos, trocas de farpas e acusações públicas de traição, o casamento de Joelma e Chimbinha chegou oficialmente ao fim na manhã desta segunda-feira (9), quando o casal assinou os papéis do divórcio na 10ª Vara da Família no Fórum Rodolfo Aureliano, na Ilha de Joana Bezerra, no Recife. Na saída, houve tumulto. Fãs que tentavam falar e tirar foto com Joelma se amontoaram ao redor da cantora. Ela saiu de cabeça baixa, sem falar com os admiradores e a imprensa.

O ex-companheiro Chimbinha desejou sorte a Joelma. "Foi muito difícil reencontrá-la depois de um mês. Estou torcendo muito pelo sucesso dela", declarou. O guitarrista, acusado de ter traído a cantora e hostilizado por parte do público durante apresentações recentes, foi praticamente ignorado pelos fãs no fórum.

 Marina Simões/DP/D.A Press
Fãs se solidarizaram e renderam homenagens a Joelma (foto: Marina Simões/DP/D.A Press)
A audiência durou pouco mais de uma hora e foi acompanhada do lado de fora por inúmeros fãs, a maioria em apoio a Joelma. Alguns chegaram a levar cartazes motivacionais, balões e até espumante. "Agora eu tô solteira e ninguém vai me segurar", eles cantaram em coro para a vocalista.

O casal agora discute a divisão de bens pessoais e as ações da banda Calypso, da qual são proprietários. Existem duas empresas registradas pela Calypso. Uma se chama JC Show, detentora do nome da banda. No contrato, 60% é da sócia majoritária Joelma e 40% de Chimbinha - e ela teria poder sobre o nome da banda. Já a JC Locações, responsável pelos contratos de shows e funcionários, tem ações divididas - 50% para cada um. O processo inclui ainda imóveis no Recife e no Pará, o escritório e o ônibus da banda.

A Calypso cumpre agenda de shows até o fim do ano, quando Joelma sai em carreira solo. Chimbinha já anunciou a nova parceira musical, Thábata Mendes, cantora de axé e sertanejo nascida no Rio Grande do Norte. O guitarrista já foi visto em estúdio com a potiguar, mas ainda não se sabe se ele conseguirá usar a marca Calypso - com a qual tem anunciado os novos projetos.

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO