Netflix repudia racismo de agência que fazia casting da série '3%'

Equipe contratada para seleção de atores enviou email que exigia ''um ator negro e muito bonito'', mas se dizia consciente ''do grau de dificuldades'' para encontrar alguém assim

30/10/2015 20:27

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Um e-mail, com conteúdo considerado racista, enviado por uma agência de recrutamento de elenco causou polêmica nas redes sociais. Na mensagem, a +Add Casting procurava um "ator negro e muito bonito" para integrar a equipe de 3%, o primeiro seriado brasileiro a ser lançado pelo Netflix. No entanto, a companhia escreveu ainda que "conscientes do grau de dificuldades (para se encontrar um ator assim), faremos teste também com os bons atores, lindos, que não sejam negros".

O e-mail veio à tona quando um perfil de Facebook, Comentários Irracionais, divulgou nesta quinta-feira, 30, o print da mensagem enviada em um mailing para diversas agências e atores."Racismo velado ou explícito? Pra mim, explícito" dizia um dos comentários.


Após a má repercussão, a agência +Add Casting, contratada pela produtora Boutique Filmes, se manifestou pelo Facebook e divulgou uma nota de esclarecimento. A agência pediu desculpas pelo e-mail e disse que o conteúdo foi "equivocadamente mal interpretado como racista".


Segundo a agência, a dificuldade seria encontrar o perfil desejado entre os cadastrados, pois, "apenas 0,04% do número total se declara negra". Ela também isentou a Netflix e a Boutique Filmes de envolvimento com o conteúdo do email.

Depois do ocorrido, diversas postagens da página da +Add Casting passaram a ser ironizados pelos internautas. Em um post, eles dizem procurar perfis de homens e mulheres bem-sucedidas profissionalmente para um comercial. Entre os comentários, lê-se: "Negro não pode né? Vocês não colocaram, mas nas entrelinhas não pode" .

A Netflix se manifestou em seu perfil de Twitter dizendo que não tinha conhecimento do assunto e que, junto à Boutique Filmes, está trabalhando para tomar as providências.

A série
Em agosto, a notícia de que a Netflix lançaria a primeira série de produção brasileira foi comemorada por quem apoia a produção nacional e por quem já conhecia a trama. As filmagens começam no início de 2016.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO