Em montagem, Ana Hickmann é confundida com piloto russa que ataca o Estado Islâmico

Corrente falsa circula na internet e chegou ao jornal francês Le Monde

14/10/2015 11:57

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Karine Basílio/BOA FORMA
Modelo brasileira virou combatente russa em boato que se espalha na web (foto: Karine Basílio/BOA FORMA )
Nas redes sociais, a modelo e apresentadora brasileira, Ana Hickmann, foi confundida com uma já conhecida piloto russa "Capitã Balislava", que teria bombardeado o Estado Islâmico. A corrente falsa, chegou até mesmo ao jornal francês Le Monde que desmentiu o boato. Nesta segunda, o jornal publicou uma nota que diz: “Não, esta mulher não bombardeou o Estado Islâmico”. Eles explicam que a falsa história que acompanha a foto de Hickmann já circulou em blogs e sites em inglês, israelenses e também em francês.

Na montagem que circulou a internet, a Capitã Balislava representa uma forma de luta contra a opressão dos mulçumanos sobre as mulheres. Nos dizeres da própria imagem, os islâmicos que pensam que as mulheres são inferiores aos cachorros foram ironicamente atacados por uma mulher. A Capitã teria mandado uma “mensagem” para eles.

Correio Braziliense
Imagem mostra publicação original, em inglês, que circula na internet. À esquerda, texto do jornal francês Le Monde explicando o mal-entendido (foto: Correio Braziliense)
Essa não foi a primeira vez que a foto causou confusão. O site da agência estatal de notícias da China, a Xinhua, incluiu de forma equivocada o nome da modelo em uma lista de belas mulheres militares ao redor do mundo, em 2010. A foto de Hickmann na realidade foi tirada em 2005 quando a apresentadora de TV foi escolhida como madrinha da turma de cadetes da Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga, interior de São Paulo.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO