Ex-radialista processa Taylor Swift após acusação de assédio

David Muller foi demitido após cantora alegar ter sido tocada inapropriadamente na bunda durante um show

por Estado de Minas 14/09/2015 15:26

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
Cantora alega que o radialista tocou em sua bunda durante foto (foto: Divulgação)
Um ex-apresentador de rádio da cidade de Denver, nos Estados Unidos, entrou na Justiça contra Taylor Swift, alegando que foi demitido por falsas acusações da cantora. Segundo David Muller, a estrela o acusou, há dois anos, de ter ter sido assediada por ele.

Em relato ao The Denver Post, o homem contou que o incidente aconteceu em 2 de junho de 2013. Na época, ele e a namorada conheceram Swift em um show e tiraram uma foto com ela. Logo em seguida, um dos seguranças da cantora abordou o casal e afirmou que Muller agarrou a bunda dela durante a foto. Os dois foram expulsos do show e, dois dias depois, o apresentador foi demitido de seu emprego por causa do suposto assédio.

No processo, Muller afirma que nunca tocou em Swift de forma inapropriada. Conta ainda que, durante toda sua carreira, conheceu pessoalmente dezenas de artistas e que, em nenhuma das vezes, passou por uma situação parecida. Ele alega ainda que a falsa acusação da cantora fez com que ele perdesse o emprego e outras oportunidades profissionais.

Segundo o Entertainment Weekly, o agente de Taylor Swift informou que o empregador de David Muller recebeu algumas provas do incidente e tomou uma decisão sem interferência da cantora.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO