Segundo Polícia Civil, Chimbinha pode ser enquadrado na Lei Maria da Penha por denúncia de Joelma

Em comunicado, assessoria de imprensa da corporação no Pará afirma que caso foi transferido para Divisão Especializada no Atendimento à Mulher

10/09/2015 18:35

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Banda Calypso/Divulgação
Joelma procurou Polícia Civil para registrar denúncia contra Chimbinha; caso foi levado a divisão que é ''referência nacional na investigação de crimes relacionados à violência contra a mulher'' (foto: Banda Calypso/Divulgação)
A situação de conflito entre Joelma e Chimbinha pode levar o guitarrista da Banda Calypso a ser enquadrado pela Lei Maria da Penha, de acordo com comunicado da Polícia Civil do Pará divulgado nesta quinta-feira, 10. O texto publicado pela assessoria de imprensa da corporação afirma que o crime denunciado por Joelma na última quarta-feira, 9, "está previsto na Lei Maria da Penha".

Tanto a natureza da agressão relatada pela cantora quanto a grande repercussão do caso são apontados como motivo para a mudança do caso de uma delegacia na Grande Belém para um departamento especializado no atendimento às vítimas de violência doméstica.

 

"O procedimento policial instaurado na Delegacia de Jaderlândia foi transferido para a Divisão Especializada no Atendimento à Mulher (Deam)", unidade apontada como "referência nacional na investigação de crimes relacionados à violência contra a mulher", detalha o comunicado da Polícia Civil.

A divulgação de parte do boletim de ocorrência registrado por Joelma em um canal de TV também deve ser apurado pela corporação. "A instituição policial esclarece que, por meio de sua Corregedoria-Geral, instaurou procedimento policial para apurar o vazamento ao público de informações contidas no boletim de ocorrência registrado pela cantora na Delegacia da Jaderlândia".

A Polícia Civil do Pará destaca ainda que "todas as informações referentes à apuração da denúncia serão tratadas em absoluto sigilo, conforme previsto na legislação penal brasileira".

 

Fim de casamento

A denúncia registrada por Joelma é classificada como "assunto pessoal" pela assessoria de imprensa da Banda Calypso, que segue sem se manifestar. Já os assessores de Chimbinha negaram qualquer ameaça. Após meses de rumores quanto a um possível divórcio, a tensão entre a cantora e o guitarrista veio à tona no fim do mês passado, durante apresentação no Distrito Federal.

 

Joelma desabafou sobre os problemas que vem enfrentando, incluindo a separação do guitarrista Chimbinha. Enquanto cantava a música 'A lua me traiu', a cantora chorou e chegou a afirmar que "lua não é ser humano. Ser humano é que trai". No mesmo dia, fãs atacaram Chimbinha, chamando-o de "safado". O músico se mostrou bastante desconfortável com a situação, mas continuou a se apresentar normalmente. Em recente entrevista, ele negou que tenha traído Joelma.

 

Cara fechada

Uma chamada para o Teleton Brasil, divulgada no último mês pela página do evento, mostrou todo o desconforto de Joelma ao lado do ex-marido. A atitude não foi bem aceita por alguns internautas, que criticaram a "falta de profissionalismo". "Que horror da parte dela, trabalho é trabalho ela tá misturando tudo, levando para o lado profissional algo que é um particular deles, todo show a mesma presepada todos já sabem que ele traiu ela", escreveu uma internauta na postagem no Facebook.

 

Desde o divóricio, anunciado em agosto pela página do Facebook da banda, rumores afirmavam que a separação também aconteceria na vida profissional. Em recente entrevista, Joelma confirmou que sairá da Banda Calypso em dezembro deste ano e afirmou que seguirá carreira solo como cantora gospel a partir do ano que vem.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO