'A Regra do Jogo' surpreende com cena bem dirigida de ação no primeiro capítulo

João Emanuel Carneiro, autor de 'A Favorita' e 'Avenida Brasil', mesclou humor, ação e drama no começo do novo folhetim, dirigido por Amora Mautner

por Fernanda Guerra 01/09/2015 11:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
 Tv Globo/Divulgação
A trama substitui Babilônia no horário das nove, e já começa com cenas quentes (foto: Tv Globo/Divulgação)
É quase impossível prever, logo no primeiro capítulo, o que pretende o escritor João Emanuel Carneiro com suas histórias. Novelas como 'A favorita' e 'Avenida Brasil', ambas do mesmo autor, seguiram rumos bem distintos aos das respectivas estreias e foram recheadas de reviravoltas. De fato, a primeira impressão nem sempre é a que vale. 'A regra do jogo' começou nesta segunda-feira na Globo e mostrou que deve trilhar o mesmo caminho ao longo dos sete meses previstos. O capítulo inicial começou com drama, aliviou com humor e surpreendeu com uma bem dirigida cena de ação no último bloco.

Com direção de Amora Mautner, a novela aposta em uma aproximação com a realidade, a partir de personagens ambíguos e fotografia mais próxima do gênero reality show. O artifício da caixa cênica - câmeras escondidas - foi bem explorado ao mostrar cenas em diferentes ângulos e atores nem sempre em primeiro plano. Com imagens aéreas, a cena do assalto a um banco, estrelada por Alexandre Nero como o ex-vereador Romero Rômulo, foi de tirar o fôlego.

TV Globo/Divulgação
O personagem de Alexandre Nero protagoniza momentos de ação no primeiro capítulo (foto: TV Globo/Divulgação)
O ex-político é apenas um dos personagens controversos da trama. Batalhadora, a gerente de uma boate Tóia, vivida por Vanessa Giácomo, mostrou que o certo e o errado são questionáveis diante de uma situação limite. A mãe, Djanira (Cássia Kis), precisa passar por cirurgia. Por isso, ela roubou o dinheiro necessário da casa noturna onde trabalha. Ainda na trama central, Cauã Reymond vive Juliano, ex-lutador de MMA libertado da prisão após quatro anos.  

Para amenizar o drama explorado do núcleo de Tóia, Djanira e Juliano, as personagens das atrizes Giovanna Antonelli e Susana Vieira deram um toque de humor. A primeira vive a estelionatária Atena, que exagera tanto nas doses de acidez que chega a ser cômico. A personagem deve ditar tendências de moda. Já a segunda é a dona do Morro da Macaca, que teve até a presença do jogador Neymar no primeiro capítulo e show de funk ostentação.

A abertura reforçou o jogo de peças proposto pela trama. Vingança e sede por justiça devem ser elementos norteadores. O "oi, oi, oi" de Avenida Brasil será substituído por o "Sooool", da música Juízo Final, de Nelson Cavaquinho, interpretada por Alcione. Nas redes sociais, internautas reproduziram a palavra e imagens com frequência. A novela ficou entre os trending topics do Twitter. Ainda é cedo para avaliar se a novela alavancará a audiência perdida pela antecessora 'Babilônia', mas é uma aposta.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO