Ben Fogle acompanha a vida selvagem em nova série da BBC

'Where the wild men are' acompanha pessoas que sonham em abandonar a cidade para viver na natureza

por Carolina Braga 30/08/2015 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
BBC EARTH/DIVULGAÇÃO
(foto: BBC EARTH/DIVULGAÇÃO )

“Todos nós temos um sonho”, diz o aventureiro Ben Fogle, para explicar o ponto de partida da série 'Where the wild men are' (Onde estão os homens selvagens), que estreia no próximo dia 4 de setembro, às 23h, no BBC Earth, novo canal da BBC, cuja entrada no ar (na TV paga) está prevista para a próxima terça-feira.

A particularidade do programa é que Fogle acompanha pessoas que sonham em abandonar a cidade grande para viver na natureza selvagem. “A série fala sobre essa estranha inversão, que faz com que as pessoas estejam  migrando para o selvagem”, diz o apresentador.

Ele mesmo é quase um homem selvagem. Fogle já cruzou o Atlântico de barco, fez maratona no Saara e sobreviveu numa ilha por um ano, no programa-experimento para a TV Castaway. Na nova série, ele visitará pessoas que largaram tudo para sobreviver em condições extremas – provavelmente impossíveis, na visão de espectadores mais sedentários.

OPORTUNIDADE
“As histórias incríveis sobre como essas pessoas foram parar lá”, diz Fogle, são um dos temperos do programa e o ingrediente que faz os personagens serem tão únicos. Para o apresentador, a experiência “foi uma oportunidade extraordinária” e ele mesmo adotaria uma vida selvagem, caso sua família gostasse tanto desse estilo de vida quanto ele.

No primeiro episódio, Ben visita Dave Glasheen, na Austrália. Depois de perder tudo com a queda do mercado de ações em 1997, Glasheen se mudou para uma ilha, onde vive sozinho desde então. “(Realizando o programa) Experimentei racionamento, plenitude, fome... Poder passar tempo com pessoas que adotaram esse estilo de vida de modo permanente é incrível”, comenta o aventureiro.

Com quatro temporadas já gravadas, Fogle já rodou por lugares como Nova Zelândia, Alasca, Sibéria e Filipinas. “Já estive no Brasil diversas vezes. Espero fazer um episódio ainda no fim do ano aí.” À medida que os episódios são gravados, as histórias incríveis chegam de boca em boca à produção, segundo o apresentador. “Entram em contato com a gente dizendo que tem alguém que conhecem na Índia ou que ouviram falar de alguém no Panamá.”

Seguindo o apresentador nas aventuras, está uma equipe pequena: um operador de câmera, um produtor e uma pessoa pra ajustar o som. É sempre o mesmo grupo, que se ajeita em barracas e vive à moda selvagem da série nos bastidores, mesmo que um pouco afastados, para manter a privacidade dos personagens. “As pessoas (que são tema do programa) são um pouco tímidas. Elas foram para aqueles lugares porque queriam se isolar. Então temos que ser responsáveis pela interação que temos com eles”, observa.

O desafio mais óbvio para o espectador será entender por que alguém abandona tudo para levar uma vida selvagem. Ainda assim, Fogle espera que os personagens possam inspirar a audiência a seguir seus sonhos, seja lá quais forem.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO