Workaholic, Lenny Kravitz diz que chegou a hora de formar uma nova família

Cantor e compositor norte-americano, de 51 anos, está à procura de um amor

por Estado de Minas 16/06/2015 09:30

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Kevork Djansezian/Getty Images/AFP
(foto: Kevork Djansezian/Getty Images/AFP)
Ser considerado símbolo sexual aos 51 anos é para poucos, muito poucos. Mas o cantor e compositor americano Lenny Kravitz, como se diz, está podendo... Depois de se dedicar à música, à sua empresa de design, à fotografia e ao cinema (atuou em 'Jogos vorazes', 'Preciosa' e 'O mordomo da Casa Branca'), o cinquentão está à procura de um amor.

Além de reclamar do batente, dizendo-se ocupado “24 horas por dia, sete dias por semana”, Kravitz contou à agência AFP que agora busca o amor. “Sacrifiquei algumas coisas pelo meu trabalho”, confessou. Leia-se 10 álbuns lançados, 40 milhões de discos vendidos e vários prêmios Grammy na estante. Leonard Albert Kravitz até fez uma confissão: “Cara, adoraria me casar de novo, adoraria ter uma família, esse tipo de coisa. Sinto que já é hora de abrir espaço para a minha vida pessoal”.

Tanta carência afetiva não deixou de surpreender, sobretudo diante da lista de conquistas de Lenny. De 1987 a 1993, ele foi casado com a atriz americana Lisa Bonet, com quem teve a filha Zöe, de 26. Namorou com a estrela Nicole Kidman, com a top model brasileira Adriana Lima e as cantoras australianas Kylie Minogue e Natalie Imbruglia, além da cantora Vanessa Paradis, ex-mulher de Johnny Depp.

As francesas, certamente, já estão de olho no bonitão. Dia 30, ele abre a turnê europeia do disco 'Strut' no mítico Olympia, em Paris. Aliás, Lenny já está causando na Cidade Luz. Até dia 20, o músico expõe fotos na butique Colette – elas custam de US$ 1 mil a US$ 8 mil. Voltar ao cinema também está nos planos. “Gostaria de fazer um filme independente, meu próprio filme”, confidenciou.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO